Governo afirma que Casagrande e primeira-dama não usaram cloroquina

O governo do Estado informou, por meio da assessoria de imprensa, que o governador Renato Casagrande (PSB), sua esposa dona Maria Virgínia Moça Casagrande e sua mãe dona Anna Venturim Casagrande não tomaram a hidroxicloroquina durante o período em que tiveram a covid-19.

Renato Casagrande já havia informado antes de ser contaminado, durante entrevistas coletivas para atualizar dados sobre o avanço da pandemia no Estado, que todas as decisões sobre uso de medicamentos ou tratamentos seriam tomadas de acordo com pareceres técnicos, dos médicos, e baseados na ciência

O governador não precisou ser internado e cumpriu isolamento na residência oficial da Praia da Costa. Já dona Maria Virgínia e dona Anna Venturim precisaram ser internadas no Cias, hospital da Unimed. A assessoria de imprensa do governo informou que não daria detalhes sobre os tratamentos pelos quais passaram a mãe e a primeira-dama.

O governador anunciou que estava curado do novo coronavírus 15 dias após informar que estava com a doença em 25 de maio. “Não sofri muito, tive apenas  sintomas leves e estou, teoricamente, curado”, disse. Já dona Virgínia começou a sentir sintomas após ser internada em um hospital para tratar um AVC.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também