Goleiro veneciano projeta 2021 após vice da Copa do Brasil Sub-20 pelo Bahia

O goleiro veneciano, Vinícius Fávero Taquini, de 19 anos, chegou no último dia 03 à sua primeira final nacional pelo Bahia, clube em que está desde setembro de 2020.

Em um jogo eletrizante contra o Vasco da Gama, em São Januário, no Rio de Janeiro, o Tricolor de Aço levou o gol de empate aos 48 minutos do segundo tempo e acabou ficando com o vice-campeonato da Copa do Brasil Sub-20, depois de ter perdido o primeiro jogo por 2 a 1, em Salvador.

Porém, para o jovem goleiro, que tem a esperança de assumir a condição de titular nesta temporada, já que o dono da posição, Fabrício, subiu para a categoria sub-23, o resultado foi muito importante. “Esta foi segunda vez na final e já estamos fazendo história para o clube. Queríamos muito o primeiro título nacional para a base, estávamos muito confiantes e sabíamos que faríamos um bom jogo, mas, infelizmente, são coisas do futebol”, falou.

“Fomos com pensamento de clube grande, porque sabemos que são dois clubes gigantes do futebol brasileiro e sempre passava na nossa cabeça que faríamos um bom jogo”, disse.

Na competição, Vinícius entrou em campo duas vezes, contra Goiás e Botafogo.

No Bahia há pouco mais de dois meses, Vinícius já treinou três vezes entre os profissionais, foi inscrito na Copa Sul-Americana para os jogos das quartas de final contra o Defensa y Justicia e, agora, espera fazer um grande ano nas competições que disputar, entre elas, o Campeonato Baiano, a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Nordeste, todos, pelo sub-20.
“A expectativa é poder fazer um grande ano, assumir essa posição, que é muito especial, e conquistar grandes triunfos com o Bahia”.

O jovem goleiro também falou sobre sua adaptação ao novo clube. “Achei que seria difícil, mas todos me acolheram e me receberam muito bem, melhor do que eu esperava”.

Ele também fez questão de elogiar a estrutura do time. “É tudo muito bom, campo, comida, alojamento, centro de treinamento. Tudo muito organizado, o que faz com que gente se sinta melhor, consiga se adaptar melhor e descanse bem para o dia seguinte”.

Vinícius ainda revelou que logo após sair do Cruzeiro, onde, entre outros títulos ele se consagrou bicampeão mineiro, chegaram ofertas, também, do América Mineiro, da Chapecoense, do Juventude e do Botafogo, todas, refutadas. “Escolhi pela melhor proposta e pela estrutura, que é muito boa”.

De férias em Nova Venécia, curtindo a família, o goleiro tem previsão de reapresentar ao técnico, Eduardo Guadagnucci, e ao treinador de goleiros, Eduardo Varjão, o Duda, no próximo dia 20, no Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, o ‘Cidade Tricolor’, em Camaçari, na Grande Salvador. Lá, ele tem a companhia do meio-campo Rander, com quem atuou nas categorias de base de Nova Venécia.

Pelas categorias de base de Nova Venécia, Vinícius foi bicampeão da Copa A Gazetinha pelas categorias sub-11 e sub-13.

Fonte: Jhon Martins / redenoticiaes

Leia mais

Leia também