Gestores apontam desafios a serem superados para garantir mais eficiência ao Governo

A revisão do Planejamento Estratégico do Governo do Espírito Santo, para o período 2020-2022, teve sequência, nesta quinta-feira (10), com o trabalho de análise dos desafios estratégicos da gestão. A equipe formada por secretários, subsecretários e dirigentes de órgãos identificou e atualizou os principais problemas a serem superados para que o Estado alcance a sua visão de futuro, garantindo, com eficiência, mais entregas à população capixaba.

Coordenando os trabalhos, juntamente com a equipe da Subsecretaria de Planejamento e Projetos da Secretaria de Economia e Planejamento, o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, disse que a redefinição dos desafios é uma tarefa de grande relevância, “tendo em vista tudo o que vivemos e ainda estamos enfrentando”, numa referência, principalmente, ao impacto causado pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) à saúde e à economia do Estado.  

Com a revisão Planejamento Estratégico, o Governo busca, segundo o secretário, continuar sendo uma referência para o País. Essa revisão, realizada por meio de encontros técnicos virtuais com a alta gestão, visa a promover ajustes da estratégia e da carteira de projetos prioritários do Governo do Estado, com a devida adequação ao cenário econômico, em âmbitos estadual e nacional.

Durante a reunião desta quinta-feira, os gestores foram divididos de acordo com cada uma das nove áreas estratégicas do Governo, realizando atividades que envolveram o levantamento dos problemas, a revisão dos desafios existentes e, em casos necessários, elaboração de novos desafios.

A subsecretária de Planejamento e Projetos, Joseane Zoghbi, explicou que o trabalho de análise foi realizado com base na visão, na missão, nos valores, nos pontos fracos e fortes, e nas oportunidades da gestão, que já haviam sido identificados nas primeiras reuniões do Planejamento Estratégico, iniciadas no dia 31 de agosto.

Essa revisão havia sido prevista, inicialmente, para março deste ano, mas foi interrompida devido à pandemia do novo Coronavírus. “É necessário que o Governo reveja sua estratégia, diante de mudanças nos desafios e do surgimento de novas demandas e novas metas”, afirmou a subsecretária.

A próxima reunião técnica da revisão do Planejamento Estratégico está prevista para o dia 14 deste mês, com atividades de revisão e validação de indicadores estratégicos e metas. Os trabalhos, envolvendo toda a alta gestão, seguem até o dia 24 de setembro, com a apresentação dos resultados. 

O Governo trabalha com um modelo gestão que busca gerar entregas relevantes para os capixabas. Esse modelo apresenta três carteiras, com coordenação direta do governador do Estado, Renato Casagrande. Ao todo, são nove áreas estratégicas: Agricultura e Meio Ambiente; Cultura, Turismo, Esporte e Lazer; Desenvolvimento Econômico; Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; Educação para o Futuro; Infraestrutura para Crescer; Saúde Integral; Segurança em Defesa da Vida e Gestão Pública Inovadora.

Leia mais

Floresta Nacional do Amapá será submetida à concessão de Manejo Sustentável

A Floresta Nacional do Amapá, conhecida como Flona, será submetida ao processo de concessão florestal autorizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento nessa...

Nova Venécia registra mais seis casos de coronavírus e total chega a 62

Mais seis casos positivos de coronavírus (Covid-19) foram...

Dinheiro, drogas e armas são apreendidas pela polícia durante operação em Pinheiros

Foi realizada na manhã desta quinta-feira (04/06/2020), uma operação integrada para cumprimento de 18 mandados de busca e apreensão no município de Pinheiros. A operação...

ES: adolescente não para em blitz, é perseguido pela polícia e capota com o carro na BR-101

Um adolescente foi apreendido com drogas após desobedecer uma ordem de parada de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e capotar com o carro....

Leia também