Funcionário de empresa de telefonia é preso no ES suspeito de passar dados para criminosos

Um funcionário de uma operadora de telefonia foi preso na tarde desta segunda-feira (5) em um shopping da Grande Vitória por suspeita de aplicar golpes e fornecer dados e senhas de clientes.

O crime foi denunciado à Polícia Civil pela própria empresa. Ele vai responder pelos crimes de violação de sigilo e falsidade ideológica.

Segundo as investigações, o suspeito mudava a titularidade das linhas telefônicas e, assim, disponibilizava os dados dos clientes, principalmente senhas, documentos e dados bancários, a outros criminosos.

Para ter acesso ao sistema, o homem usava senhas de outros funcionários da operadora, que trabalham em outros estados. Por cada operação feita, recebia uma quantia em dinheiro, segundo o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), Brenno Andrade.

“O funcionário usava a senha de outros funcionários da empresa e mudava a titularidade da linha, pegava uma linha telefônica e colocava em um outro chip que o criminoso, por sua vez, utilizava para recuperar as senhas de redes sociais, e-mail e principalmente senhas bancárias dos clientes”, disse o delegado. Só quando o cliente conseguia reabilitar a linha no seu nome é que verificava o prejuízo.

O delegado ainda explicou que é um tipo de golpe difícil de ser evitado por parte dos clientes.

“Geralmente, a vítima não pode fazer outra coisa, porque ela está usando o aparelho e, do nada, a linha é desabilitada”, disse.

O homem foi preso em flagrante enquanto atendia duas pessoas em uma loja de telefonia em um shopping. A empresa em que ele trabalhava monitorou as ações para fornecer informações à polícia e garantir a prisão.

“A empresa de telefonia e o shopping colaboraram com as investigações. Ele acionou de forma voluntária o sistema da empresa, acessou dados de terceiros. A empresa, monitorando, avisou à polícia e nós efetuamos a prisão em flagrante. Ele estava atendendo duas pessoas”, contou o delegado.

Em três meses, a polícia acredita que ele tenha enganado de 30 a 40 clientes da empresa. Não há registro de vítimas no Espírito Santo, mas a polícia acredita que mais denúncias podem chegar.

A investigação continua porque outras pessoas que participavam desse crime estão sendo investigadas.

Informações: G1

Leia mais

União estuda ceder Teatro Carmélia ao Estado e parte de galpão do IBC ao Ifes, em Vitória

O uso dos espaços ganhou destaque e gerou revolta de algumas entidades após a União anunciar que venderia o galpão do IBC e, para...

ES: homem é assassinado com cerca de 30 tiros após discutir com traficante

Um homem foi morto com cerca de 30...

Parques de Vitória voltam a funcionar a partir de segunda (20) em horário especial

Os 18 parques de Vitória voltarão a funcionar...

PRF leiloa cerca de 780 veículos que foram apreendidos nas rodovias federais do ES

Aproximadamente 780 veículos apreendidos nas rodovias federais do Espírito Santo serão leiloados virtualmente pela Superintendência da Polícia Rodoviária Federal do Estado até o dia...

Leia também

35% das crianças vacinaram contra poliomielite

A Campanha Nacional de Vacinação vai até a próxima sexta-feira (30). No entanto, apenas 35% das crianças do país foram vacinadas contra a poliomielite...