Frente Ampla Empresarial se une a favor da Lei Geral de Proteção de Dados e Segurança Jurídica

A Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES) e outras 69 entidades formaram um Frente Empresarial para cobrar das autoridades a implementação que garanta a segurança jurídica para a sociedade em relação a utilização e proteção de dados. Mais de 10 setores participam da frente, entre eles educação, saúde, transportes, comunicação, propaganda, industrial, comércio, tecnologia da informação, condomínios e eletroeletrônico.

Sem órgão fiscalizador. Lei Geral de Proteção de Dados “perde eficácia”, alerta deputado Orlando Silva

Seis em cada 10 empresas pequenas não sabem como se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

A Frente Empresarial defende a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) pela Presidência da República. Para que a proteção de dados seja efetivamente criada, é necessário um decreto presidencial estabelecendo os parâmetros da sua estrutura e a indicação de 5 diretores pela Presidência da República, a serem aprovados pelo Congresso Nacional.

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Leia mais

Leia também