Fórum Capixaba de Mudanças Climáticas aprova ações e estratégias para construção de Plano Estadual

Compartilhe

Foto: Hélio Filho/Secom

O Fórum Capixaba de Mudanças Climáticas aprovou, nesta segunda-feira (07), uma nota técnica que estabelece as ações e estratégias para construção do Plano Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC). No documento, é definido um conjunto de elementos e estudos que serão adotados pelo Estado do Espírito Santo. A reunião ordinária foi realizada por meio de videoconferência, com a participação do governador Renato Casagrande.

Foi apresentado aos membros do Fórum, um resgate de algumas iniciativas do Governo do Estado já implementadas e em consolidação como parte das estratégias de enfrentamento às mudanças climáticas, como a criação do Programa de Geração de Energias Renováveis do Espírito Santo (Gerar); o Plano Estratégico para Ações Emergenciais (PEAE); a adesão à campanha internacional “Race to Zero”, visando à redução de emissões de gases de efeito estufa e à resiliência climática; e o compromisso de entregar o PEMC, ainda para 2022.

O Consórcio Brasil Verde também foi apresentado aos participantes como uma iniciativa organizada pelos 22 governos subnacionais brasileiros e liderada pelo governador Renato Casagrande, para facilitar a captação de recursos internacionais para implementação de programas, projetos e ações ambientais estruturantes, obedecendo a particularidades regionais. Também foram analisados os efeitos desta iniciativa, quando da apresentação na 26° Conferência das Nações Unidas para a Mudança Climática (COP-26), em Glasgow, na Escócia, em novembro do ano passado.

Na apresentação dos principais componentes que precisam estar presentes no futuro Plano Estadual de Mudanças Climáticas estão: entregar a Identificação de cenários climáticos futuros para o Espírito Santo, o inventário de emissões de gases de efeito estufa e o Plano de Neutralização de Emissões dos Gases de Efeito Estufa.

“Temos um caminho a percorrer para atingirmos o Carbono Zero. A reunião de hoje tratou de temas fundamentais para que possamos fazer a nossa parte na neutralidade da emissão de carbono. É possível sim termos o desenvolvimento atrelado à proteção ambiental. O Espírito Santo tem programas importantes que foram apresentados na COP-26 e também no Consórcio Brasil Verde. Sabemos que metas a longo prazo são fáceis de serem colocar, pois muitos de nós governantes não estaremos mais aqui. Só que é importante fazermos a nossa parte, alcançando as metas ano a ano, antecipá-las com programas e ações eficientes e deixar um planeta melhor do que encontramos”, comentou o governador Renato Casagrande.

Durante a reunião, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabricio Machado, falou sobre a ação da delegação capixaba na COP-26, contextualizando a importância que o movimento Governadores pelo Clima tem na articulação desta agenda global urgente.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, explicou que o Governo do Estado tem o compromisso de promover o desenvolvimento pautado na sustentabilidade. Ações como a obrigatoriedade de instalação de equipamentos para captação de energia solar em novas edificações estaduais e em instalações municipais construídas com recursos do Estado, repassados por meio de convênios, acordos ou termos de compromisso são bons exemplos. Voltado para a iniciativa privada, o Programa de Geração de Energias Renováveis do Espírito Santo (Gerar) também se consolidou como uma iniciativa inovadora.

“O governador é um defensor do meio ambiente e tem adotado políticas públicas eficazes, eficientes, efetivas para promover a melhoria da qualidade de vida da população do Estado do Espírito Santo e no futuro das novas gerações capixabas. Por isso, o Gerar é um grande salto para a diversificação da matriz energética. A inovação e a sustentabilidade andam juntas quando se quer alcançar o desenvolvimento. O fomento de energia renovável é uma medida responsável e consciente em prol do planeta e das pessoas. Iniciativas assim ampliam o grau de competitividade e qualidade dos bens e serviços produzidos no Estado”, disse Hoffmann.

A diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Cristina Engel, que é secretária executiva do Fórum, abordou o início da implantação do Plano de Descarbonização no Espírito Santo. “Esse plano foi encomendado de forma que a academia esteja extremamente envolvida, o setor produtivo, a sociedade e o setor público, que é o Governo do Estado. O plano tem uma equipe altamente competente formada por todos esses componentes e que pretendemos ter uma primeira entrega em agosto deste ano. Ao final de 2022, estimamos uma nova entrega que contará, inclusive, com o inventário de carbono”, explicou.

Comissão Estadual de Mudanças Climáticas

Fazem parte da Comissão que elaborou a Nota Técnica: o coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC), coronel André Có Silva; além dos representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), Alexandre Vaz Castro; do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), Daiani Bernardo Pirovani; da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), João Bosco Reis da Silva; do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH), Petrus Lopes Verol Sousa; do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), Roosevelt Fernandes;  do setor de Usuários do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH), Sérgio Fantini de Oliveira; e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Victor Guedes Barbosa. A comissão foi liderada pelo professor Neyval Costa Reis Junior, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Leia também

Apostas feitas em Barra de São Francisco, Colatina e Nova Venécia fazem a quina da Mega-Sena; veja o prêmio

O concurso 2.497 da Mega-Sena foi realizado na noite de sábado (2), no Espaço da Sorte, em São...

INDICADORES: Preço do café arábica cai nesta segunda-feira (4)

A saca de 60 quilos do café arábica iniciou a segunda-feira (4) com queda de 0,18% no preço...

Inscrições para o concurso público da Prefeitura de Barra de São Francisco começam nesta quinta-feira, 30

O concurso público da Prefeitura de Barra de São Francisco, com mais de 300 vagas, abrirá o período...

PRESIDENCIÁVEIS: Cuidado social, parceria com a iniciativa privada e economia verde formam o tripé da proposta de governo de Simone Tebet

Pré-candidatos à presidência da República apresentaram suas propostas de governo em diálogo promovido pela Confederação Nacional da Indústria...

Operação ‘Luz na Infância 9’ detém quatros homens em flagrante no Espírito Santo

Por Brenda Corti A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), deflagrou, na manhã dessa quinta-feira (30), a...

Imprensa de luto: morre o jornalista ecoporanguense Antônio Carlos da Silva, aos 53 anos

Faleceu na tarde desta terça-feira (28), em Boa Esperança, o jornalista Antônio Carlos da Silva, aos 53 anos,...

Dança das escolas abrilhanta o segundo dia da Festa de São Pedro, no centro da cidade

  A apresentação de danças das escolas municipais e das quadrilhas da Escola Municipal de Ensino Fundamental Vicente Amaro...

Câmara vai apreciar Projeto que normatiza plantão de farmácias em Barra de São Francisco

Um projeto para criar um plantão para funcionamento das farmácias e drogarias no município de Barra de São...