Força-tarefa apreende 31 toneladas de carvão irregular e prende quatro pessoas no Norte do Espírito Santo

Compartilhe

Quatro pessoas presas, além de 31 mil toneladas de carvão irregular, oito veículos e quatro armas de fogo apreendidos e seis estabelecimentos com atividades suspensas por irregularidades.

Este foi o resultado da “Força-Tarefa Região Norte”, operação realizada nesta sexta-feira (11), que uniu várias forças de segurança do Espírito Santo.

O alvo das investigações é uma organização criminosa que se infiltrava em comunidades quilombolas da região de Conceição da Barra, e se aproveitava do dinheiro pago pela empresa que extrai madeira na região para essa população.

Os quilombolas têm direito à doação dos resíduos da operação de extração de madeira, fazendo com que tirem parte do sustento da extração madeireira da região onde vivem. Os criminosos também cooptavam membros da comunidade para realizar ações ilegais.

“Esses presos e investigados praticavam furtos através das comunidades quilombolas. Eles se escondem atrás das comunidades quilombolas para praticar crime. Por ter um calibre menor [madeiras doadas], não atendem aos interesses individuais dos criminosos para atender carvoarias, que, por exemplo, teria que ser uma madeira de alto calibre. E aí praticam os furtos. Também cooptam alguns quilombolas para isso”, afirmou o delegado Alyson Pereira, que participou da operação.

De acordo com a Polícia Civil, das seis pessoas investigadas, quatro são quilombolas recrutados para a organização criminosa. Os suspeitos também praticavam atos de vandalismo contra a empresa. Eles chegaram a incendiar veículos de vigilantes e destruir equipamentos de fiscalização das forças de segurança do Espírito Santo.

Participaram da operação a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (Sesp), a Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Estado da Fazenda, Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Núcleo de Operações em Transporte Aéreo (NOTAer)

Depredação a veículos da empresa de celulose da região após as represálias dos criminosos às ações de fiscalização — Foto: Divulgação/PCES
Depredação a veículos da empresa de celulose da região após as represálias dos criminosos às ações de fiscalização — Foto: Divulgação/PCES

 

 

Leia também

Justiça revoga domiciliar e determina volta de mãe de Henry Borel à prisão

LOLA FERREIRA SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu nesta terça-feira...

Governador confirma presença na inauguração da clínica de hemodiálise em Barra de São Francisco

A inauguração da Clínica Med.Álise Maura Maria de Paula foi confirmada pela empresária Josi Lopes e o prefeito...

Nova Ranger FX4 já está à venda em concessionária do Espírito Santo

Lançada recentemente pela Ford, a versão FX4 da Ford Ranger é uma picape voltada para quem aprecia o...

Justiça converte em preventiva, prisão de motorista envolvido em acidente fatal em Marilândia

A Justiça converteu em preventiva (por tempo indeterminado) a prisão em flagrante de Juarez Rodrigues Jatobá, de 46...

PCES prende homem suspeito de furtar materiais de uma obra

As equipes das Delegacias de Polícia de Jaguaré e Vila Valério prenderam em flagrante, na tarde dessa quarta-feira (29),...

Vila Pavão terá feriados municipais e ponto facultativo nesta semana

  Os feriados municipais do padroeiro São Pedro e de emancipação política de Vila Pavão, celebrados nesta quarta-feira (29)...