Força Nacional vai permanecer na Amazônia Legal até 10 de julho

Amazônia Legal

– Foto:
Senado Federal

O Governo Federal autorizou a prorrogação, até 10 de julho, do uso da Força Nacional de Segurança Pública no combate aos incêndios na Amazônia Legal,  que abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (15). 

A portaria nº 310/2020, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, define que o efetivo deverá atuar na região da Amazônia Legal, em apoio ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI). 

O trabalho deverá ser nas “ações de fiscalização, de repressão ao desmatamento ilegal e demais crimes ambientais e de combate aos incêndios florestais e às queimadas, na área que compreende a Amazônia Legal, em atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, no período de 11 de junho de 2020 a 10 de julho de 2020”.

 

Leia mais

Pagamento da 2ª parcela do auxílio de R$ 600 começará na 2ª-feira

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães,...

Secretaria da Saúde apresenta resultados da terceira etapa do Inquérito Sorológico

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, apresentou, na manhã deste sábado (13), os resultados...

Governo anuncia a prorrogação do Auxílio Emergencial por dois meses

Juliana de Andrade Milano está desempregada, mora só com filho de 4 anos, e diz que ficou muito...

Nova Venécia monitora quatro casos suspeitos de coronavírus

Quatro casos de pacientes com suspeita de coronavírus estão sendo monitorados em Nova Venécia. Um deles, é morador de Vila Pavão. A informação foi confirmada...

Leia também

Mudança na CLT propõe mesma regra do presencial para home office

Um Projeto de Lei apresentado na Câmara dos Deputados prevê que a jornada de trabalho no regime de home office atenda às mesmas normas...

Proposta altera Orçamento de 2020 para cobrir gasto extra de R$ 3 bi do seguro-desemprego

O Poder Executivo enviou ao Congresso Nacional uma proposta para reforçar com quase R$ 3 bilhões os pagamentos de seguro-desemprego devido à pandemia da...

Justiça condena ex-prefeito do Amazonas por improbidade administrativa

A Justiça Federal condenou Joaquim Neto Cavalcante Monteiro, ex-prefeito de Eirunepé (AM), por improbidade administrativa. Segundo a Justiça, ele omitiu a prestação de contas...

Programa Dinheiro Direto na Escola libera R$ 525 milhões para educação

A educação brasileira deverá receber um incentivo de R$ 525 milhões nos próximos meses. O valor já havia sido anunciado em setembro, mas agora...