FNDE fará repasses extras para Programa Nacional de Alimentação Escolar

Para garantir a alimentação dos estudantes das redes públicas de ensino durante o estado de calamidade pública, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) alterou a legislação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). A mudança  permite repasses extras a estados e municípios em meio a crise do coronavírus.

O Governo Federal já havia promovido outra modificação no programa em abril, durante a suspensão das aulas presenciais. A alteração permitiu a entrega dos alimentos adquiridos com recursos do Pnae diretamente aos alunos, na forma de kits.

Municípios terão 60 dias para apresentar contas da Educação

FNDE libera R$ 73,8 milhões para transporte escolar

O Pnae já havia transferido as 10 parcelas deste ano até o início de novembro, num valor total de R$ 3,9 bilhões, mas um repasse extra está programado para os próximos dias. Serão transferidos cerca de R$ 393 milhões para as redes públicas de todo o Brasil. Em janeiro um outro repasse extra, de cerca de R$ 401 milhões, deve ser disponibilizado.

Programa Nacional de Alimentação Escolar. Foto: Agência Brasil.

Leia mais

Leia também