FNDE cria grupo de trabalho para orientar gestores sobre fornecimento da merenda

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) implementou um grupo de trabalho para a elaboração de um documento com orientações e diretrizes sobre o fornecimento da alimentação escolar na retomada das aulas presenciais na rede pública de ensino. Segundo o órgão, que é ligado ao Ministério da Educação, o texto deve ser divulgado no próximo mês e está sendo escrito em encontros virtuais. 

O FNDE afirma que o documento vai conter informações sobre a segurança alimentar e nutricional, segurança dos alimentos e cuidados sanitários necessários na volta das atividades escolares. Com isso, segundo o órgão, busca-se minimizar o risco de transmissão da Covid-19 entre a comunidade escolar.

Manutenção de merenda escolar: Um desafio para gestores municipais e estaduais

Além de servidores do FNDE, o  grupo de trabalho conta com membros  do Ministério da Saúde, da Anvisa e da Organização Pan-Americana de Saúde, além de profissionais das áreas de nutrição e de ensino e pesquisa sobre alimentação escolar. 

Durante a pandemia do novo coronavírus, diversos governos estaduais e prefeituras estão disponibilizando cestas básicas ou recursos em dinheiro para manter a alimentação dos alunos. Segundo levantamento do FNDE, divulgado em julho, aproximadamente 70% dos estados e 60% dos municípios estão distribuindo kits de merendas durante a pandemia. 
 

Foto: Veronilda Lima/ Governo de Rondônia

Leia mais

Leia também