Fiscalização identifica 2,3 toneladas de agrotóxicos irregulares

Fiscalização identifica 2,3 toneladas de agrotóxicos irregulares

As ações encontraram irregularidades em 12 das 16 propriedades fiscalizadas Foto: Ibama

Cerca de 2,3 toneladas de agrotóxicos armazenados de maneira irregular foram identificadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em fiscalização ambiental contra o contrabando e o uso de agrotóxicos ilegais em propriedades rurais na região dos municípios de Aparecida do Rio Negro e de Pedro Afonso, no Tocantins (TO).

De 16 a 27 de novembro, as ações, denominadas Rotina Qualidade Ambiental e Operação Ceres, encontraram as irregularidades em 12 das 16 propriedades fiscalizadas. Nelas, havia produtos vencidos há mais de seis meses, o que constitui infração pelo artigo 64 do Decreto nº 6514/2008. Também foi verificado o descarte de embalagens vazias dos produtos em desacordo com a norma, incluindo a queima e o aterro de recipientes.

Ao todo, foram aplicados 17 Autos de Infração, somando o valor de R$ 426.589,00. Os produtores foram notificados a providenciar a destinação ambientalmente adequada dos produtos agrotóxicos vencidos, bem como das embalagens vazias. Tiveram participação nas ações a Agência de Defesa Agropecuária do estado do Tocantins (Adapec) e o Ministério Público estadual.

Em 2019, em ação com o mesmo objetivo, mais de 2 toneladas de agrotóxicos vencidos foram detectados em propriedades da região de Formoso do Araguaia (TO) e Lagoa da Confusão (TO). Além disso, foi constatada a aplicação aérea irregular de produto com ingrediente ativo Paraquat.

Proteção ambiental 

O descarte de embalagens e o uso de agrotóxicos de maneira irregular podem causar contaminação do solo, do ar e de recursos hídricos, além de danos à saúde pública.

Essas ações fazem parte do Plano Nacional de Proteção Ambiental (Pnapa) e do Plano Nacional de Fiscalização de Agrotóxicos do Ibama que, apesar do atual estado de emergência em saúde pública, continuam em curso.

 

 

Leia mais

Leia também