Capixaba recebe homenagem nos Estados Unidos e sobrenome agora é nome de asteroide

Astrônomo é integrante da preparação do próximo Telescópio Espacial James Webb, projeto da NASA

 

O astrônomo Mario De Pra, 34 anos, foi homenageado pela União Astronômica Internacional. Responsável por nomear os corpos do sistema solar, a sociedade científica realizou a honraria ao filho do autônomo Everaldo De Pra, e da pedagoga, Maria Tereza do Nascimento De Prá, pelas contribuições cientificas na área de pequenos corpos do Sistema Solar. A reportagem especial é de Cintia Zaché, da Rede Notícia.

A homenagem foi nomearem um asteroide com, nada mais, nada menos, que seu sobrenome. Agora, o asteroide, que orbitando o sol, em uma órbita entre Marte e Júpiter, localizado na região do cinturão principal de asteroides, chama-se De Prá.

Morando há cerca de três anos em Orlando, na Flórida, Estados Unidos, com pós-doutorado no Florida Space Institute, Mario é integrante da preparação do próximo Telescópio Espacial James Webb, projeto da NASA, em colaboração com a ESA, que é a agência europeia, que será lançado ainda este ano. “O James Webb é considerado o sucessor do Hubble (telescópio espacial lançado ao espaço pelos EUA, em 1990, com 2,5 metros). Ele mede 6,5 metros e vai ficar em órbita, aproximadamente há 1,5 milhões de quilômetros da Terra. Trabalho com um grupo e conseguimos grande quantidade de observação com esse telescópio. Como será a primeira vez que serão observados dados com ele, estamos nos preparando para analisar os dados desse novo telescópio que será lançado, após cerca de 20 anos de pesquisas, desde a sua concepção, até o lançamento”, explica.

Pai do Mário foi professor em Nova Venécia

Mario De Pra nasceu em Salvador, na Bahia, e antes dos dois anos de idade, mudou-se com a família para vitória. Sobrinho do ex-prefeito de Nova Venécia, Walter De Prá, sua família é do Córrego do Ouro, interior do Município veneciano. O pai do Mário, o Everaldo De Pra, é irmão de Walter De Prá, e já foi professor em Nova Venécia, nas escolas Dom Daniel Comboni e no Veneciano. Pós-doutorado no Florida Space Institute, sob a supervisão da dra. Noemi Pinilla-Alonso, o astrônomo faz parte do Programa de Pós-Doutorado Preeminente da Florida Space Institute (UCF), que é custeado pela Nasa. O interesse de pesquisa de Mario está em caracterizar populações de corpos menores, para ajudar a entender como os sistemas planetários se formaram e evoluíram. Em particular, o mapeamento de gelo de água e filossilicatos entre essas populações, pode fornecer informações úteis sobre a história térmica e dinâmica do Sistema Solar e como os oceanos da Terra poderiam ter se formado. Além disso, o trabalho de Mario é parte integrante da preparação do Telescópio Espacial James Webb e das próximas missões.

» Mario De Prá é casado com a Gabriela e é filho de Everaldo De Pra e de Maria Tereza do Nascimento De Prá

O interesse de Mario pela astronomia começou quando ele era estudante de graduação em física na Universidade Federal do Espírito Santo, no Brasil. Seu interesse se solidificou quando ele trabalhou em programas de extensão educacional no Observatório Astronômico Gaturamo. Posteriormente, ele obteve um mestrado e um doutorado. Doutor em Astronomia pelo Observatório Nacional, Rio de Janeiro, Brasil. O foco de sua dissertação foi na caracterização das populações de corpos menores, usando diferentes técnicas e desenvolvendo frameworks de programação que agilizariam a caracterização dessas populações. Ele tem experiência na realização de observações espectroscópicas e fotométricas de asteroides, com telescópios de pequeno à grande porte.

 

» O astrônomo Mario De Pra, 34 anos


Leia mais

Leia também