Fapes lança Edital Bolsa Pesquisador Capixaba com investimento de R$ 1,8 milhão

Os pesquisadores do Espírito Santo já podem comemorar: foi lançada uma nova chamada pública destinada a ajudar os projetos desenvolvidos por eles, o Edital 06/2021 – Bolsa Pesquisador Capixaba. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) abriu, nesta quarta-feira (30), a chamada pública que oferece bolsas para pesquisadores vinculados a instituições de Ensino Superior ou pesquisa, públicas ou privadas, localizadas no Estado. 

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, falou sobre a relevância da Bolsa Pesquisador Capixaba (BPC). “Este é um importante instrumento de avanço do Espírito Santo no cenário científico-tecnológico. Editais como este incentivam a produção de conhecimento e o aprimoramento da pesquisa, da ciência, da tecnologia e da inovação. Esta é uma missão do nosso governador: garantir estímulo e aprimoramento aos nossos pesquisadores e pesquisas inovadoras, o que refletirá diretamente no desenvolvimento do nosso Estado”, destacou. 

O Edital oferece a concessão de 50 bolsas, com duração de até 36 meses, no valor individual de R$ 1 mil. O total investido pela Fapes nesta ação é de R$ 1,8 milhão, oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Funcitec). A BPC é uma ação do Governo do Estado que visa a valorizar e estimular a produção científica e a atuação do pesquisador como agente do desenvolvimento técnico-científico no Espírito Santo. O edital busca consolidar o crescimento do número de pesquisadores capixabas bolsistas de produtividade no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

A diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel, comentou sobre as novidades no Edital. “O BPC é uma reprodução da bolsa produtividade do CNPq que contempla a pesquisa e a inovação. É uma forma de valorizar os nossos pesquisadores, sendo fundamental no momento atual, em que há muitos cortes de verbas no âmbito nacional e falta de incentivo ao desenvolvimento de novos conhecimentos. A grande novidade desta vez é que a Fapes separou as modalidades das bolsas e tornou a disputa justa e de forma igual dentro de cada categoria”, afirmou. 

A Bolsa Pesquisador Capixaba (BPC) será concedida nas seguintes modalidades: 

  • BPC-Pq: Pesquisadores com Produtividade em Pesquisa – destinada a pesquisadores que se destaquem entre seus pares no que tange à produção científica e tecnológica;
  • BPC-DT: Pesquisadores com Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora – destinada a pesquisadores que se destaquem entre seus pares no que tange à produção em desenvolvimento tecnológico, na transferência de tecnologia e na inovação.

Novidades do Edital 

Três pontos do edital se destacam como avanço em relação ao último lançado em 2018: 

  • Estabelecidas duas modalidades com avaliação de pontuação diferentes e com itens específicos;
  • Ampliação de contemplados que abrange também o interior do Estado;
  • Implantação da pontuação diferenciada para a maternidade conforme estabelecida na Resolução 278/2020

Quantidade, duração e valor da bolsa

Estimulando a interiorização das atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, de ações de inovação e extensão, 30% dos recursos financeiros serão destinados, prioritariamente, a propostas de pesquisadores vinculados a instituições localizadas fora da Região Metropolitana da Grande Vitória, conforme tabela abaixo. 

O valor da Bolsa está disponível na tabela de Valores e Bolsas e Bolsas da Fapes. Recursos financeiros não utilizados em uma categoria poderão ser utilizados em outra
modalidade. 

Cronograma do Edital

  

Texto: Samantha Nepomuceno e Jair Oliveira 


Leia mais

Leia também