Família assassinada a marretada é enterrada em São Domingos do Norte

A família morta em São Domingos do Norte, no Noroeste do Espírito Santo, foi enterrada na manhã desta quarta-feira (16) no cemitério municipal da cidade.

O crime aconteceu na madrugada desta terça (15) quando o pedreiro Flávio Sandro Olmo, de 42 anos, matou a esposa Eusivania Marcelino de Souza e os três filhos: Laisla de Souza Olmo, de 18 anos; Ítalo de Souza Olmo, filho de oito; e Anelise de Souza Olmo, de quatro.

A família foi morta com golpes de marreta. Na sequência, ele cometeu suicídio.

Os corpos foram levados para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina e liberados por familiares.

O velório da família começou por volta de 0h30, na escola onde uma das filhas estudava. Colegas da jovem fizeram um painel com fotos e lembranças em homenagem à vítima. Laisla era estudante do 3º ano do ensino médio.

Os corpos foram sepultados durante a manhã. A Prefeitura de São Domingos do Norte decretou luto oficial de três dias.

Crime

Os corpos foram encontrados pelo irmão de Flávio, que mora perto da casa onde aconteceram as mortes. Ele contou à polícia que a sobrinha mais nova, Anelise, sempre passava na casa dele antes de ir para a escola. Como já eram 7h30 e a sobrinha não apareceu, o irmão de Flávio foi até a casa.

O tenente da Polícia Militar Gabrine de Andrade informou que o homem teria esperado a família dormir para cometer o crime.

“As informações de parentes é de que o casal estava se separando. Não há nenhum registro de violência anterior ou mesmo passagem criminal do autor”, afirmou o tenente.

 


Leia mais

Leia também