Extensionistas e pesquisadores do Incaper são indicados como destaque na cafeicultura nacional

Fundação Procafé indicou extensionistas e pesquisadores do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) como destaque em razão dos trabalhos em prol da cafeicultura no Brasil. Ao todo, seis servidores atuantes e que já passaram pelo Instituto foram homenageados. O reconhecimento dos técnicos, segundo a Fundação, é devido à atuação em atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Difusão de tecnologias e de Assistência Técnica aos cafeicultores.

A homenagem foi feita por ocasião das 45 edições do Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras, promovido pela Procafé. A Fundação foi criada para fomentar o trabalho de desenvolvimento das tecnologias para o café, juntamente com parceiros, como o Incaper e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Entre os indicados está o diretor-presidente do Incaper em exercício, Abraão Carlos Verdin, que é doutor em Agronomia e tem no currículo pesquisas com cafeeiros conilon em Marilândia, noroeste do Estado.

“A instituição Procafé tem uma grande importância em nível nacional, por envolver as instituições de pesquisa e a Ater. É um orgulho para nós ter nosso nome como destaque devido ao trabalho que foi importante para o Estado e o País. É uma grande satisfação também estar ao lado de outros importantes nomes que contribuíram com a cafeicultura nacionalmente”, disse Verdin.

Os outros representantes do Incaper, indicados como destaque na cafeicultura nacional, foram o extensionista e engenheiro agrônomo César Abel Krohling, ligado ao setor de pesquisas e da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater); o pesquisador e engenheiro agrônomo Inorbert Melo Lima, com especialização em Nematologia; e o pesquisador Maurício José Fornazier, engenheiro agrônomo e ligado às pesquisas de controle de pragas do cafeeiro.

O gerente de Ater do Incaper, Fabiano Tristão, engenheiro agrônomo com atuação ligada à qualidade do café e atendimento aos cafeicultores, principalmente no município de Brejetuba, também foi um dos homenageados pela Procafé.

“A Fundação, uma das principais instituições de pesquisa do mundo que presta assistência para outros países, é reconhecida como referência. Me sinto lisonjeado e agradecido pelas oportunidades que o Incaper me deu, que possibilitaram essa indicação. Agradeço também aos produtores que acreditaram nas tecnologias do café que levamos e também aos diversos parceiros. É o reconhecimento máximo fazer parte desse grupo seleto e uma representação que nosso trabalho com as pesquisas está se sobressaindo”, disse Tristão.

Os servidores homenageados que já atuaram no Incaper são os engenheiros agrônomos Carlos Henrique Carvalho e José Sebastião Silveira, que contribuíram para o trabalho do Instituto e para a cafeicultura. Hoje, eles atuam em outras instituições.

Texto: Andreia Ferreira