Ex-presidente da África do Sul recebe ordem de prisão e diz que não vai se apresentar


O ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma afirmou neste domingo (4) que não irá se entregar à Justiça para iniciar uma pena de prisão de 15 meses por desacato. 

“Não preciso ir para a cadeia hoje”, disse ele a jornalistas em sua casa de Nkandla, na província de Kwa-Zulu Natal, onde centenas de seus apoiadores estão acampados do lado de fora em solidariedade.

“Mandar-me para a prisão durante o auge de uma pandemia, na minha idade, é o mesmo que me condenar à morte”, acrescentou Zuma, segundo a agência France Presse. 

O ex-presidente sulafricado de 79 anos disse mais cedo que seus “direitos constitucionais foram violados” por juízes do tribunal constitucional do país.

Jacob Zuma

Jacob Zuma (Foto: Phill Magakoe/Pool via Reuters)

Leia mais

Leia também