Ex-deputado que morreu em Mantenópolis fez poema falando sobre a pandemia do Coronavírus

Por Luciana Wernersbach

O ex-deputado estadual da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Carlos Roberto Cabalini, morreu na manhã desta terça-feira (9), em Mantenópolis, noroeste do estado. Cabalini foi vítima de um infarto fulminante.

Deputado estadual eleito em 1990, atuou no parlamento de 1991 a 1995. Era ex-servidor da Assembleia.

Nascido em Alegre, em uma família de músicos, Carlos Cabalini mudou-se ainda criança para Pancas, onde começou a tocar violão aos quinze anos. Foi um dos fundadores do grupo musical Som 13 e também do Sambatuk, nas décadas de setenta e oitenta. Autodidata, era cantor, compositor e poeta, com livro publicado. Tinha gosto musical é eclético, desde o sertanejo, samba de raiz, bossa nova e tropicalismo.

Um dia antes de falecer, Cabalini postou em suas redes sociais um poema pedindo mais amor e menos hipocrisia (leia abaixo na íntegra).

Durante a sessão ordinária desta terça-feira foi pedido “um minuto de silêncio” em homenagem póstuma a Carlos Cabalini. Os deputados Janete de Sá (PMN), Enivaldo dos Anjos (PSD) e o presidente Erick Musso (Republicanos) foram alguns dos requerentes.

Nas redes sociais, alguns colegas prestaram homenagens. “Perdemos um homem honrado, inteligente, de bom coração, bom filho, pai, esposo, avô, amigo e conselheiro. Deixa seu legado de tranquilidade, serenidade, amizade e carinho com seu semelhante”, escreveu o também ex-deputado Gilsinho Lopes.

Poesia publicada por Carlos Cabalini no dia 8 de junho de 2020 às 7 horas da manhã:

Não adianta mentir
Ou intrigas produzir
E publicar no jornal
O mundo é roda gigante
Num sobe e desce constante
Num vai e vem natural…

A inveja, o ódio, a cobiça
São amigos da preguiça
Parentes do baixo astral
Vamos plantar o amor
Pois seja lá como for
O mundo é o nosso quintal…

Não use sua autoridade
Para produzir maldade
A justiça é essencial
Pois tudo que aqui apronta
Por certo vai prestar conta
Lá no juízo final…

Melhor lembrar que Jesus
Mostrou o caminho e a luz
Nos ensinou, afinal
Que mais dia, menos dia
Cai por terra a hipocrisia
E o bem sempre vence o mal.

(Carlos Cabalini)

Leia mais

Leia também