Ex-armeiro do Exército é preso suspeito de fabricar armas para traficantes no Espírito Santo

 

Um homem de 36 anos que já trabalhou como armeiro do Exército foi preso suspeito de fabricar armas para traficantes, durante a Operação Rhoncus, da Delegacia Especializada de Armas e Munições (Desarme).

A prisão aconteceu na última sexta-feira (24), no bairro Colina da Serra, no município da Serra, na Grande Vitória, e divulgada nesta terça (28) pela Polícia Civil em uma coletiva de imprensa.

Ex-armeiro do exército foi preso em operação da Desarme, ES — Foto: Divulgação/PC

Ex-armeiro do exército foi preso em operação da Desarme, ES — Foto: Divulgação/PC

O homem fabricava submetralhadoras e escopetas com o mesmo poder de destruição de armas convencionais.

De acordo com o titular da Desarme, Christian Waichert, as armas caseiras eram feitas em oficinas clandestinas.

“Ele foi uma das pessoas que introduziu no estado esse tipo de arma caseira que é um dos grandes problemas enfrentados pela segurança pública. Ele é um dos maiores fabricantes de armas artesanais da Serra e do Espírito Santo”, disse.

O delegado contou ainda que o suspeito estava sendo monitorado desde 2019 mas conseguiu fugir por duas vezes em 2020.

Ex-armeiro do exército fabricava armas para traficantes em oficinas clandestinas no ES — Foto: Divulgação/PC

Ex-armeiro do exército fabricava armas para traficantes em oficinas clandestinas no ES — Foto: Divulgação/PC

Ainda segundo a polícia, o homem estava trabalhando como caminhoneiro mas era tão conhecido por fabricar armas que era procurado por traficantes, e muitas vezes, não tinha como negar os pedidos.

Além dele, outras sete pessoas envolvidas na fabricação de armas caseiras também foram presas.