Evento virtual sobre o PERH/ES está disponível no canal da Agerh no Youtube

A Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) realizou, na manhã desta quinta-feira (17), um webinário sobre o Plano Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo (PERH/ES), pelo Ciclo “Gestão da Água em Ação”. O terceiro tema da série de encontros virtuais foi debatido ao vivo por especialistas no canal da Agerh no Youtube, onde o conteúdo de cerca de quatro horas já está disponível. Assista aqui.

Mais de 230 pessoas assistiram ao evento virtual, que teve início às 9h, com uma palestra sobre a importância do PERH para o planejamento de recursos hídricos no Espírito Santo. O diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert, mostrou como o instrumento é chave para o desenvolvimento sustentável do Estado. “A água está muito ligada à qualidade de vida, ao desenvolvimento sustentável, econômico, social e regional. No Espírito Santo, nós sentimos anualmente a influência das águas, com as chuvas intensas, os períodos de estiagem e, nos últimos anos, demos um passo muito importante para o planejamento de recursos hídricos com o PERH, que hoje é uma realidade aqui no Estado”, analisou Ahnert.

O Plano Estadual de Recursos Hídricos foi entregue em outubro de 2018, e está disponível para consulta no site da Agerh. O PERH/ES é um acordo social e político, cujas diretrizes orientam mudanças em relação aos usos da água no Estado, para promover o desenvolvimento social e econômico em bases sustentáveis até 2038.

Os principais fundamentos e a metodologia adotada pelo Espírito Santo para a construção do PERH foram apresentados por Mônica Amorim, gerente de planejamento, pesquisa e apoio ao Sistema de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Espírito Santo (Sigerh) na Agência. 

“Nosso objetivo sempre foi construir um acordo entre os responsáveis para orientar o processo de desenvolvimento do Estado, tendo a água como insumo básico. Quando nós passamos pela crise hídrica de 2015, sentimos a falta desse norte e, por isso, além de uma urgente demanda da sociedade, o PERH foi encarado como programa estratégico do Governo, com muito compromisso de todas as partes”, explicou a gerente da Agerh.

Além de todas as etapas de elaboração, o Plano Estadual foi desenvolvido sob a vigilância de Comissões de Acompanhamento, que avaliavam cada etapa e produto do PERH, antes da consolidação. A estratégia adotada foi explicada pelo coordenador de apoio ao Sigerh, Chander Freitas. 

O PERH/ES resultou em um extenso documento, com informações de diagnóstico e prognóstico sobre a situação dos recursos hídricos, e com um Plano de Ações e metas para a melhora das condições de qualidade e quantidade de água no Espírito Santo. As ações propostas pelo PERH foram apresentadas pela bióloga Ranielle Fraga e pelo engenheiro ambiental Felipe Andrade, profissionais que atuam hoje na elaboração dos Manuais Operativos (MOps) dos planos de recursos hídricos, uma estratégia para tirar os planos do papel no âmbito estadual e de bacias hidrográficas. 

evento virtual foi encerrado pelo especialista e consultor em recursos hídricos, Eduardo Lanna, com um panorama nacional e os desafios para a implementação dos Planos Estaduais de Recursos Hídricos. “Os Manuais Operativos são o caminho para tirar esses planos do papel, retomando as prioridades e os pactos com os setores produtivos e atores responsáveis pelos programas definidos pelo PERH”, pontuou o mestre em recursos hídricos. 

O Manual Operativo será o tema debatido no próximo workshop do Ciclo Gestão da Água em Ação. Inscreva-se no canal da Agerh no Youtube para não perder o próximo evento virtual.  

Gestão da Água em Ação

O Ciclo de Workshops “Gestão da Água em Ação” teve início em abril deste ano, e já produziu mais de 15 horas de conteúdos sobre Planos de Bacias Hidrográficas, Enquadramento de Corpos d’água, além de discussões importantíssimas sobre gestão de recursos hídricos aqui no Espírito Santo e no Brasil.

A última edição, nesta quinta-feira (17), contou com espectadores de todo o Espírito Santo e de outros estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Distrito Federal, Acre, Amapá, entre outros. 

O objetivo do “Gestão da Água em Ação” é integrar e capacitar os entes do Sistema de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Espírito Santo (Sigerh), além de incluir os municípios, gestores, profissionais e pesquisadores nas discussões sobre a gestão da água no Estado.


Leia mais

Leia também