EUA planejam intensificar colaboração com Europa para conter avanço tecnológico chinês


Sputnik – De acordo com Gina Raimondo, secretária de Comércio dos EUA, Washington planeja intensificar a colaboração com seus parceiros europeus em matéria de controle de exportações, para contra-atacar o gigante asiático.

Os EUA precisam conseguir o apoio da União Europeia para contra-atacar a crescente influência militar e econômica da China, assegurou Gina Raimondo.

“Se realmente queremos retardar o ritmo de inovação da China, devemos trabalhar com a Europa […] Os EUA são mais eficazes quando trabalham com seus parceiros”, afirmou.

Segundo a secretária, Washington planeja intensificar a colaboração com a Europa em matéria de controle de exportações, com o objetivo, entre outros, de “privar a China de tecnologia avançada” para que o país asiático não possa alcançar os países ocidentais em setores importantes como o dos semicondutores.

“Não queremos que governos autocráticos como a China ditem as regras. Nós, junto com nossos parceiros, que se preocupam com a privacidade, liberdade, direitos individuais, proteção individual, devemos ditar as regras”, ressaltou.

Nesta quarta-feira (29), a secretária de Comércio norte-americana participa, junto com o secretário de Estado Antony Blinken, na reunião inaugural do Conselho de Comércio e Tecnologia UE-EUA em Pittsburgh (EUA), onde abordará o crescente papel da China nos mercados mundiais.

(Foto: REUTERS/Aly Song)