EUA não promoverão democracia através de intervenções militares, diz secretário de Estado do país


Sputnik – O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, declarou nesta quarta-feira (3) que os EUA não promoverão democracia através de intervenções militares e mudanças de regime.

Em seu discurso de apresentação da política externa norte-americana, ele afirmou que os Estados Unidos tratarão a China como adversária e competidora quando for necessário e buscarão cooperação quando possível. 

“Alguns países representam sérios desafios para nós, incluindo Rússia, Irã e a China, mas o desafio da China é diferente”, disse Blinken.

Segundo ele, a China é o principal problema dos Estados Unidos e deve ser abordado com força.

“A China é a única capaz de desafiar seriamente um sistema internacional aberto e estável. Nosso relacionamento com a China será competitivo quando apropriado, cooperativo quando possível e competitivo quando necessário”, disse Blinken.

Antony Blinken

Antony Blinken (Foto: Reuters/Tom Brenner)

Leia mais

Leia também