EUA e Coreia do Sul chegam a acordo para cancelar limitações de alcance de mísseis sul-coreanos


SputnikDurante a cúpula em Washington, nesta sexta-feira (21), o presidente Joe Biden o seu homólogo sul-coreano Moon Jae-in concordaram em retirar as limitações aos mísseis balísticos de Seul, que agora poderão ter um alcance superior a 800 km.

“Concordamos em fortalecer a nossa prontidão defensiva e reafirmamos nosso compromisso de transferir o controle operacional (OPCON) das forças sul-coreanas dos EUA para a Coreia do Sul. Tenho também o prazer de anunciar o fim das restrições nas regras orientadoras em matéria de mísseis”, declarou Moon Jae-in, escreve o jornal Chosun.

O presidente da Coreia do Sul chamou esta decisão de medida “simbólica e significativa” que demonstra a estabilidade da aliança, juntamente com o recente acordo de partilha de custos de manutenção das tropas norte-americanas na península coreana.

Anteriormente, o presidente dos EUA Joe Biden e líder da Coreia do Sul Moon Jae-in realizaram uma reunião onde reafirmaram que a desnuclearização completa da península coreana permanecia o principal objetivo da aliança e que os seus aliados pretendiam continuar com uma abordagem diplomática da situação.

Conforme o acordo assinado em 1979 entre os EUA e a Coreia do Sul, com as alterações introduzidas no documento em 2001, o alcance dos mísseis sul-coreanos não poderia exceder os 300 km e o seu peso máximo não deveria ultrapassar os 500 kg. Em 2012 os países concordaram em estender o alcance dos mísseis sul-coreanos para 800 km.

Biden e Moon Jae In

Biden e Moon Jae In (Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também