EUA derrubam portais de notícias do Irã em meio a tensões políticas entre os dois países


Portais de notícias ligados ao governo do Irã foram derrubados por autoridades dos Estados Unidos, nesta terça-feira, 22. As páginas apareceram com uma mensagem afirmando que foram derrubadas por ordem de órgãos de segurança norte-americanos. O governo dos EUA ainda não se pronunciou a respeito da ação.

Uma fonte governamental, em condição de anonimato, afirmou que a decisão partiu das autoridades norte-americanas como retaliação a sites que “espalham desinformação”. O governo do Irã acusa os Estados Unidos de censurar a imprensa no país e atacar a liberdade de expressão.

Alguns dos portais já voltaram ao ar ou reabriram novas páginas em outros domínios. Entre as páginas derrubadas, algumas tinham sede em outros países apesar de serem ligadas ao governo iraniano, enquanto outras eram ligadas ao grupo Houthis, que combate a invasão da Arábia Saudita (ordenada e apoiada pelos EUA) no Iêmen.

A suspensão dos portais ocorre num momento de aumento das tensões políticas entre os dois países. Nas últimas eleições presidenciais, neste fim de semana, o povo iraniano elegeu Ebrahim Raisi, juiz alvo de sanções norte-americanas e hostil ao governo dos EUA.