EUA anunciam doses para outros países e Brasil fica novamente de fora


O governo dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (21) o envio de mais 14 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para o Brasil e outros países da América Latina. Assim como no primeiro anúncio, o país receberá os imunizantes apenas via Covax e não de forma direta. Entre os países que receberão doses também no formato das doações bilaterais estão Argentina, África do Sul, Afeganistão, Colômbia, República Dominicana, Panamá, Nigéria, Gana, entre outros. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

As doses são do escopo das três vacinas aprovadas para uso nos EUA: Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson. A AstraZeneca precisa da aprovação da FDA, agência reguladora americana, para serem compartilhados com os outros países. 

No plano anunciado pelo governo americano, cerca de 75% das doses são distribuídas via Covax, de acordo com a participação de cada país no consórcio e 25% são enviados diretamente pelos EUA para países considerados parceiros dos americanos e que, segundo as autoridades do governo Biden, vivem um surto muito grave da Covid-19.


Leia mais

Leia também