EUA acusam Pequim de ter “comportamento provocador” no mar do Sul da China e ameaçam com retaliação militar


Sputnik – Os Estados Unidos instam a China a cessar o “comportamento provocador” e a respeitar o direito internacional em relação às questões do mar do Sul da China, disse no domingo (11) o secretário de Estado americano, Antony Blinken.

“Os Estados Unidos reafirmam sua política de 13 de julho de 2020 sobre as reivindicações marítimas no mar do Sul da China. Também reafirmamos que um ataque armado contra as forças armadas, navios do Estado ou aeronaves das Filipinas no mar do Sul da China invocará os compromissos americanos de defesa mútua nos termos do artigo IV do Tratado da Defesa Mútua de 1951 EUA-Filipinas”, declarou. 

Além disso, Blinken acusou Pequim de “coerção e intimidação” dos países costeiros no Sudeste Asiático, afirmando que há uma grande ameaça à ordem marítima no mar do Sul da China. Este mar é um dos pontos de tensão para a China e países vizinhos, incluindo o Japão, Vietnã e Filipinas que continuam disputando as fronteiras marítimas. Pequim considera as disputadas ilhas Spratly como seu território. 

Navios chineses em um recife das ilhas Spratly

Navios chineses em um recife das ilhas Spratly (Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também