EUA aceleram entrada de profissionais da saúde estrangeiros para ajudar a controlar pandemia

Com a pandemia do novo coronavírus, a demanda por profissionais de saúde cresceu em todo o mundo. Nos Estados Unidos, que já contabilizam mais de cinco milhões de infectados e 173 mil mortos, a entrada de médicos e médicas estrangeiros cresceu e o país se viu obrigado a manter os imigrantes na linha de frente. 

A ideia é recuperar 40 mil vistos americanos não utilizados e dar celeridade ao processo de imigração de médicos e enfermeiros. O objetivo é garantir o atendimento em meio à pandemia. 

Em 2019, a Associação de Colégios Médicos Americanos estimou que, até o ano de 2030, haverá uma defasagem de mais de 120 mil médicos nos EUA. Em março deste ano, o Departamento de Estado local publicou em seu site um comunicado em que incentiva médicos e enfermeiros estrangeiros a trabalharem no país em troca de um visto de permanência, que pode se estender por até sete anos.

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Leia mais

Suspeito de tentativa de feminicídio é preso no interior de Nova Venécia

Imagem ilustrativa Um homem, suspeito de tentativa de feminicídio,...

Leia também

Pilotos de Nova Venécia conquistam pódios em etapa de enduro na Bahia

Pilotos da equipe veneciana Elefante Trail Club participaram da segunda etapa da Copa Sul Baiana de Enduro, realizada neste final de semana em Porto...

CONFIRMADO pagamento auxílio emergencial em dobro para este grupo

O governo Bolsonaro divulgou há algumas semanas que o...

Homem curte noite com garota de programa, discorda de valor cobrado e apanha em Vitória

Uma noite que seria de curtição, acabou virando...