Estudo prevê fim da pandemia no Brasil no início de julho

Um estudo realizado pela Universidade de Singapura, com base nos dados de infectados e recuperados, aponta que a pandemia do novo coronavírus no Brasil vai chegar ao fim no início do mês de julho. No entanto, os pesquisadores alertam que pode haver erros, devido às variáveis da doença.

O gráfico da previsão, atualizado nesta terça-feira (28), aponta que o Brasil chega no pico de contágio da doença a partir desta semana. Teoricamente, com esses dados, a data final do pandemia seria em 8 de julho, quando haveria a última infecção, de acordo com os cálculos.

A data é a mesma prevista pelo estudo para o fim da pandemia no mundo. De acordo com os dados, no primeiro dia de junho, a previsão é que 97% das infecções já tenham acontecido. Para o dia 12 do mesmo mês, essa proporção deve ser de 99%, deixando apenas 1% das infecções para os dias que antecedem a data supostamente final.

No próprio site do estudo, há uma explicação de que os dados são baseados no modelo SIR (Suscetível infectado-recuperado) e trabalha com informações de diferentes países para realizar a estimativa da curva do ciclo pandêmico.

Pelas situações, que podem ser alteradas de forma rápida, o monitoramento é realizado de forma diária. O site ainda alerta que o conteúdo é recomendado para fins educacionais, afirmando que as previsões são incertas, naturalmente.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também