Estudante de 21 anos assume secretaria de Água Doce do Norte

Gabriel Verly cursa Direito, faz parte de um grupo de jovens liberais e, à frente da pasta de Comércio, Indústria e Turismo afirmou que vai mudar realidade do município do Noroeste do Estado

O município que chamou a atenção do Estado com a morte do prefeito  Paulo Márcio Leite Ribeiro (DEM) pela covid-19, em 2020, com o vice-prefeito que vivia nos Estados Unidos e teve que voltar às pressas para assumir a gestão, agora chama atenção por nomear o mais jovem secretário municipal do Espírito Santo. Gabriel Verly tem 21 anos, é estudante de Direito e foi nomeado pelo prefeito eleito Abraão Lincon (PSD) secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Água Doce do Norte. Ele afirmou que pretende mudar a realidade da cidade e que vem muito trabalho pela frente.

A cidade fica no Noroeste do Estado, faz divisa com Barra de São Francisco, Ecoporanga e com os municípios mineiros de Ataléia, Mantena e Nova Belém. Está na posição 77 no Indicador de Ambiente de Negócios divulgado pela Instituto de Desenvolvimento Industrial do Espírito Santo (Ideies), ou seja em penúltimo lugar.

“Gosto de assumir causas aparentemente perdidas ou ruins, pois esses desafios nos fazem crescer e mostrar o trabalho bem realizado. Na minha cidade nada é feito com empreendedores. Tenho consciência que o emprego é o melhor programa social e que o trabalho é a forma de combater a pobreza e gerar riqueza e pra isso precisamos de um comércio forte”, disse o novo secretário, que já começou a se movimentar.

Gabriel Verly disse que já tem reuniões agendadas com comerciantes e quer ouvir do setor produtivo quais são as necessidades. “Nesta quinta, às 19 horas, vamos conversar com donos de supermercados e mercearias. Ninguém nunca se preocupou em ouvir na cidade e esse é o primeiro passo. A principio é criar um primeiro contato com os comerciantes, fazer um banco de dados e estruturar a secretaria”, afirmou.

O novo secretário também quer dar resultado a partir da vocação da cidade. “A principal atividade é a agricultura, principalmente o café, mas queremos incentivar o empreendedorismo, a diversificação. Vamos enxugar gastos e fazer mais com menos. Temos mais de 1.000 agricultores e pretendo criar para eles um ambiente de negócios mais favorável. Já estou conversando com bancos para trazer linhas de crédito, mostrar que pode ter um crédito acessível. Além disso, vamos buscar meios de produzir mais. Acho que a indústria de confecções pode ser uma alternativa, assim como já acontece em municípios vizinhos”.

Grupo Domingos Martins

Gabriel também é presidente do Grupo Domingos Martins, maior instituição de jovens liberais do Estado que tem objetivo de desenvolver lideranças jovens para o âmbito empreendedor, acadêmico e político. O jovem assumiu a gestão da instituição em fevereiro de 2020, e com mais de 80 jovens realizou uma média de 4 eventos por mês e batendo recorde no processo seletivo do grupo em Agosto.

“Não faço nada sozinho, gosto sempre de enfatizar a importância do trabalho em equipe. Sem dúvidas o Grupo Domingos Martins contribuiu para que oportunidades como essas surgissem. Ser secretário é reflexo do aprendizado que estou desenvolvendo na instituição”.

E é com essa mentalidade empreendedora que o novo secretário pretende mudar a realidade do pequeno município no Noroeste do Estado. “No interior prevalece muito a prefeitura como o principal lugar para buscar emprego. Todo dia de manhã tem mais de 20 pessoas no gabinete do prefeito para entregar currículo. Um terço da população depende do Bolsa Família. Quando começarem a entender que o melhor programa social é o emprego, as pessoas começam a acreditar mais em si mesmas”, afirmou Gabriel.

Sobre o futuro, o novo secretário de Água Doce do Norte afirmou que pretende ir para a iniciativa privada, ser empreendedor. “O serviço público é assim, a gente elege e o trabalhador fica ali quatro anos. Imagina em uma empresa, você não poder demitir um funcionário que não rende por quatro anos? É preciso dar resultado”.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também