Estreias da semana, “Greta” e “Luna” garantem reflexo de histórias reais e despertam diferentes sentimentos

Representando a vida de pessoas reais, que desejam ser amadas, buscar o autoconhecimento e que, muitas vezes, são negligenciadas pela sociedade, os filmes nacionais “Greta” e “Luna” chegam aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (10).

“Greta”, dirigido por Armando Praça, conta a estória de Pedro, interpretado por Marco Nanini (A Grande Família). Inspirado em uma peça da década de 1970, o longa traz um protagonista idoso homossexual, que é fascinado pela grande atriz Greta Garbo. Pedro é um enfermeiro que se apaixona por um criminoso. Ele tem uma melhor amiga transexual chamada Daniela, que sofre com uma doença terminal.

O recorte da vida de Pedro já é muito singular, pois não há tantas obras que dão o protagonismo para pessoas que são como o personagem de Marco Nanini. O gênero melodramático e a fotografia escura acabam trazendo um incômodo positivo. É interessante como o diretor combina a realidade brasileira dos hospitais e da situação de pessoas mais pobres no país.

Com atuação perfeita de Nanini, o filme possui muitas cenas de sexo explícito. e que reforçam ainda mais o recorte trazido por Armando Praça. É interessante a forma como o diretor dá voz e espaço ao público que, por tantas vezes é negligenciado e colocado de lado.

Praça explica que o roteiro foi adaptado de uma comédia para um gênero mais dramático, a partir de uma pesquisa com pessoas idosas e transexuais para entender qual é o contexto vivido por essas pessoas no Brasil.

“De fato, é muito mais comum que a gente imagina existirem pessoas que têm uma vida muito semelhante à desses personagens. O que eu acho que não existe é uma visibilidade. É como se essas pessoas estivessem à margem do que é interessante ser mostrado, das histórias que se consideram interessantes de serem contadas. Nesse sentido, o filme traz os personagens mais escondidos, que são muito baseados em pessoas reais, para o centro da cena, de certa maneira”.

Além de Marco Nanini, o filme conta com Denise Weinberg (De Pernas pro Ar) e Demick Lopes (Onde Nascem os Fortes).

“Luna” (2018)

Já o longa “Luna” de Cris Azzi, traz uma realidade parecida, porém com protagonistas opostos. Luana, interpretada por Eduarda Fernandes, é uma menina adolescente que está prestes a terminar o Ensino Médio. Ao conhecer Emília, vivida por Ana Clara Ligeiro, ela percebe que ainda quer experimentar muitas coisas novas.

A vida das duas garotas reflete exatamente a adolescência. Descobertas, amizades que são, muitas vezes, frustradas, brigas e momentos embaraçosos nos quais parece que o mundo vai acabar. Cris Azzi mostra que são sentimentos completamente legítimos e que há fases da vida que são assim.

Apesar de se conhecerem há pouco tempo, as duas jovens vivem experiências muito intensas juntas. Descobrem a sexualidade, novas formas de se divertir e festas diferentes. Mas, um vídeo divulgado de Luana acaba destruindo a reputação da garota. Ela, que era tão querida pela turma, passa a ser vista como “prostituta”, alguém que não merece respeito, e é aí que ela passa a questionar sua existência.

O diretor Cris Azzi conta que tentou encaminhar o longa para dois caminhos. Um no sentido de apresentar temas concretos da vida dos jovens, e outro para abrir um contraste entre a dureza da realidade  e os aspectos menos realistas.

“Não é exatamente sobre os fatos em si e a importância deles. Nesse aspecto, tentei preservar o lugar realista, porque é um processo muito longo de pesquisa e conversa com jovens, principalmente mulheres, que tiveram alguns desses temas atravessados nas suas vidas reais. Esses elementos que vieram dessa conversa, acabaram borrando de alguma maneira o filme. Por outro lado, eu tento trazer um pouco de fábula, de mistério, e outros elementos que ajudam o filme a encontrar a sua potência”.

Além de Eduarda Fernandes e Ana Clara Ligeiro, o longa conta com Lira Ribas, interpretando a mãe de Luna. A produção musical é de Guto Borges e conta com obras de Léo Marques e de Barulhista, na trilha sonora.

“Greta” e “Luna” estreiam no dia 10 de outubro nos cinemas brasileiros.

Foto: Divulgação

Leia mais

Homem morre após ser atingido por chapa de granito

Um homem morreu após uma chapa de granito cair sobre ele na tarde desta quarta-feira, dia 08, em Nova Venécia. O acidente aconteceu em uma...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Norte do país tem tempo chuvoso, nesta quinta-feira (3)

Previsão de tempo chuvoso na maior parte da região Norte do país, nesta quinta-feira (3). Tempo com pancadas de chuva no extremo norte de...

Compras emergenciais para combate ao novo Coronavírus ganham mais transparência

As informações sobre compras emergenciais realizadas pelo Governo do Estado para o combate ao novo Coronavírus...

Comitês de Bacias Hidrográficas do Espírito Santo mantêm reuniões por videoconferência

Para cumprir o calendário de reuniões previstas para 2020, membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São...

Leia também

Redes sociais terão peso maior na campanha eleitoral que começa neste domingo

A campanha eleitoral que começa neste domingo (27) em todo o país apresenta novos desafios aos candidatos no quadro das restrições impostas pela Covid-19....

Lideranças de Água Doce do Norte juntaram os 4 pré-candidatos a prefeitos para debater sobre o coronavírus

Tendo em vista que a pandemia da Covid-19, ainda não acabou em todo o Brasil, algumas autoridades de Água Doce do Norte criaram recentemente...

Zimbábue: marido perde esposa após “emprestá-la” para o cunhado

Novo casal Um homem que estava passando por dificuldades financeiras, decidiu “emprestar” a esposa ao cunhado em troca de comida, bebida e dinheiro para pagar as taxas...

14 partidos têm candidatos a vereador em Nova Venécia

O Cartório Eleitoral, de Nova Venécia, acaba de divulgar a relação da quantidade de solicitação de registro de candidaturas, por Partido, para a disputa...