Estrategista político, Aldeci Carvalho fala sobre política e projeta eleições de 2022

A Rede Notícia recebeu a visita do empresário dos ramos de tecnologia e capacitação e estrategista político, Aldeci Carvalho.

Com um espírito sutil e discreto, porém, agregador, Aldeci Carvalho transita em qualquer ambiente político e é bem recebido por todos os parlamentares capixabas, assim como dos outros estados. Ele se revelou com o sucesso da campanha para o Senado de Marcos do Val, desde o estudo de viabilidade que realizou, seu planejamento estratégico e coordenação de campanha.

Aldeci Carvalho tem sido cada vez mais procurado por sua experiência gerenciando crises, superando e convertendo revezes em oportunidades, assim como desenvolvendo métodos para evitar crises futuras. Ele chama isso de “sair da fase da inteligência para a da sabedoria”. “O inteligente resolve qualquer problema, mas o sábio se antecipa e não deixa criar, dessa forma reduz grandiosamente, os custos, perdas e desgaste desnecessários, além de obter ganhos de credibilidade e avanço nos objetivos”, disse.

Como gestor e como estrategista, o que atrai os partidos e políticos em seu perfil é o seu novo modelo de “Fazer Política”. Para ele, uma campanha eleitoral é uma batalha, portanto deve ser pensada estrategicamente para vencer os adversários de maneira ética. “Isso significa que alguém precisa entender o contexto político e econômico do país e da sua região, ter visão holística, compreendendo curto, médio e longo prazo, munir-se de dados e utilizar esse conhecimento para desenvolver um plano de ação que atenda aos anseios dos eleitores, convergindo para eles as características reais do candidato, sem blefes. Além disso, é indispensável entender de gestão, de pessoas, de finanças e reunir uma série de características que agreguem valor à estratégia de campanha com objetivo de conduzir o candidato à vitória”, falou.

Avante

Depois de todo sucesso, Aldeci foi procurado pelo partido Avante, no Espírito Santo, para dar consultoria da constituição partidária e suporte aos candidatos para a montagem de chapas, escolha dos nomes e diretórios.
E na visão dele, a sigla vai crescer muito e expandir bem no cenário estadual. “Hoje, com a questão da quebra de coligação e quebra de barreiras, precisa-se construir o partido. As siglas vão precisar construir suas chapas e poucos vão conseguir, na minha visão, ter chapa completa e competitiva. O Avante está sendo construído com visão coletiva”.

Segundo Aldeci, a forma de se construir política mudou muito. “Veio para melhorar muito, porque, agora, precisa haver entrega para a sociedade. O cara tem a história dele, agora, para se manter, vai ter que dizer para o que veio. Nunca se teve tanta oportunidade política igual está tendo hoje”.

De acordo com ele, o Avante vem como um partido competitivo e interessante, com um conceito coletivo, equilibrado e democrático na construção. “O partido está construindo em seu quadro pessoas com condições de participar das majoritárias de alguma forma, com alternativas viáveis e de qualidade, podendo fazer um deputado federal e pelo menos um estadual, podendo chegar a dois”.

“Queremos construir um partido que seja desejado, que possa entregar resultado para a sociedade e para os seus participantes, que todos possam ter o melhor resultado e melhorar a qualidade de vida das pessoas e que esse partido tenha continuidade e não seja só de as pessoas participarem das campanhas e saírem. Seja de projetos, uma construção sólida, não só para 2022, mas para todos os anos seguintes”, continuou.

Para finalizar, ele também falou sobre o presidente do Avante, Marcel Carone. “Entendo que ele tem uma relação muito grande em Brasília, no Espírito Santo e no mundo político, totalmente equilibrado, de muito dialogo e pensa, totalmente, no coletivo e quer construir o partido em várias mãos”, finalizou.


Leia mais

Leia também