Estoques de tipagens sanguíneas negativas entram em alerta e Hemoes apela para novos doadores

Compartilhe

O Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo (Hemoes) apresenta um déficit de bolsas de sangue para os grupos O positivo e negativo, A negativo, assim como B e AB negativos. Em 2020, o Hemoes recebeu 53.896 candidatos para doação. No primeiro semestre daquele ano, foram 26.258 candidatos. Em 2021, até agora, o total de candidatos chega a 29.626.

A rede Hemoes conta o Hemocentro Coordenador, que funciona na capital, na Avenida Marechal Campos, número 1468, Maruípe, telefones (27) 3636-7900 e (27) 3636-7921, e mais três hemocentros regionais: em Colatina, na Rua Cassiano Castelo, S/N, Centro, em frente ao Hospital Silvio Ávidos, telefones  (27) 3717-2810 e (27) 3717-2800; em Linhares, na Avenida João Felipe Calmon, número 1305, Centro, ao lado do Hospital Rio Doce, telefones (27) 3264-6000 e (27) 3264-6018; em São Mateus, na Avenida Othovarino Duarte Santos, s/n, km 02, telefones (27) 3767-7954 e 3767-7960.

Marcela Murad, diretora-geral do Hemoes, apela para que mais pessoas façam doação, independente do tipo sanguíneo. Para ela, nesse momento de pandemia, todo sangue é bem-vindo. “Estamos vivendo diariamente com os reflexos negativos causados pela queda nas doações. Doar sangue é seguro, pedimos para que a população continue doando e quem ainda não é doador, procure o hemocentro mais próximo, agende sua doação e nos ajude a salvar vidas,” ressalta a diretora.

Primeira vez de muitas

A estudante de enfermagem Ana Letícia Alves, de 18 anos, doou pela primeira vez neste ano. Segundo ela, o Hemoes tomou todas as medidas de precaução como uso de máscaras e distanciamento social. “Por conta da pandemia muita gente ficou com medo de doar sangue e de se expor ao risco, mas no meu caso foi muito tranquilo, eles tomaram todas as medidas e eu não me senti insegura.  Realmente não tenho do que reclamar,” assegura.

Diante da necessidade de manter os hemocentros bem abastecidos, o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, vem mobilizando a população para procurar o hemocentro mais próximo de casa e doar sangue. “Vamos aproveitar essa oportunidade para reafirmar não só as ações de enfrentamento à pandemia, mas também a necessidade contínua de cumprir o preceito constitucional da saúde como direito fundamental. O sangue, ao longo do tempo, simboliza a vida. E nesse sentido, é importante a doação regular de sangue. Doe sangue regularmente, com a nossa união, a vida se completa”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Locais para doar no Espírito Santo

O Hemoes possui quatro hemocentros para coleta de sangue e medula óssea. Procure uma unidade mais próxima de sua casa e faça sua doação. Para saber mais informações sobre endereços e horários de funcionamento das unidades, veja o mapa abaixo.

Critérios para doação de sangue e medula óssea

De acordo com a Coordenação-Geral de Sangue e Derivados do Ministério da Saúde, o procedimento para doação de sangue é simples. Primeiro se faz o cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta de sangue e depois o lanche. Isso tudo leva em média 40 minutos.

Vale lembrar que até mesmo quem foi infectado pelo coronavírus pode doar sangue e medula óssea. No entanto, é necessário aguardar 30 dias após completa recuperação da doença. Quem teve contato com pessoas infectadas também precisa esperar 14 dias para poder fazer a doação, apresentando RT-PCR negativo e ausência de sintomas. Já os vacinados, devem esperar o tempo de imunização que vai depender da marca do imunizante.

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade e pesar no mínimo 50 quilos. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com intervalo de 3 meses entre as doações. Já os homens podem doar até quatro, com intervalo de 2 meses entre as doações. A doação é voluntária e uma bolsa de apenas 450mL de sangue pode ajudar até quatro pessoas.

Candidatos à doação de medula óssea devem ter entre 18 e 35 anos, estar em bom estado de saúde e não apresentar doença infecciosa ou incapacitante. Segundo o Redome, algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.
Doar sangue e medula é seguro! Com a pandemia, todos os protocolos de contenção contra a Covid-19 estão sendo realizados. No dia da doação, será preciso apresentar documento de identificação com foto. Para saber mais sobre os critérios e restrições para doação de sangue e medula óssea, acesse o ambiente do Hemoes no site do governo estadual www. saude.es.gov.br.

Ana Letícia Alves, estudante de enfermagem

 

Leia também

Casagrande participará da inauguração da clínica de hemodiálise neste sábado (02), em Barra de São Francisco

A inauguração da Clínica de Hemodiálise de Barra de São Francisco, foi confirmada pela empresária Josi Lopes e...

VAR será utilizado pela primeira vez no futebol capixaba, na final da Copa ES

  Além da briga pelo título e pela vaga na Copa do Brasil 2023, a final da Copa Espírito...

Imprensa de luto: morre o jornalista ecoporanguense Antônio Carlos da Silva, aos 53 anos

Faleceu na tarde desta terça-feira (28), em Boa Esperança, o jornalista Antônio Carlos da Silva, aos 53 anos,...

Senado aprova MP que aumenta garantias para setor agro captar recursos

O Senado aprovou hoje (28) uma medida provisória (MP) que auxilia o setor rural na realização de operações...

Homem é detido e carro roubado é recuperado pela PM em São Gabriel da Palha

A Polícia Militar recuperou na tarde desta terça-feira (28) após uma denúncia um veículo Chevrolet Classic, de cor...

Estados aprovam convênio e aplicam média que reduz preço do diesel

Os Estados da Federação aprovaram, nesta quinta-feira (30), o convênio que regulamenta a Lei Complementar 192/2022 e aplica...