Estão abertas as inscrições para a segunda edição do Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria

Estão abertas as inscrições para a segunda edição do Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria. Serão disponibilizados recursos entre R$ 200 mil e R$ 600 mil por projeto. O fomento busca promover a cultura da inovação e aumentar a competitividade da indústria local. As empresas devem submeter suas ideias no site até o dia 7 de fevereiro.
 
O edital é promovido pelo Sesi, Senai, IEL e Sebrae, com apoio da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs) e do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).
 
Segundo o gerente de Tecnologia e Inovação do SENAI-RS, Rovanir Baungartner, o objetivo é levar recursos e as infraestruturas de inovação do estado para a indústria gaúcha, indo além do recurso financeiro. 
 
“Um ponto muito importante do apoio de todas essas instituições que compõem o edital é que ele não é só um edital de recurso financeiro. Como isso funciona, o Sebrae, através de seus programas de empreendedorismo e inovação, apoia as indústrias participantes do edital a se desenvolver tecnicamente e melhorar os seus processos gerenciais para que a empresa como um todo também dê certo”, destacou. 

Melhor do estado e décima a nível nacional, Caucaia (CE) se destaca no setor industrial

Camaçari (BA) é a melhor cidade do País para fazer negócios no setor industrial
 
Podem participar startups, micro, pequenas, médias e grandes indústrias contribuintes do Sesi e Senai, com CNPJ registrado no Rio Grande do Sul. Não podem estar inadimplentes com alguma das instituições ou Sebrae, não ter débitos fiscais e não ter dirigente com vínculo profissional com algum dos entes do edital.
 
As linhas de pesquisa serão de Agritech, Bioeconomia, Cidades Inteligentes, Design para Produto, Economia Circular, Edutech, Energias Renováveis, Indústria 4.0, Materiais Avançados, Nanotecnologia, Sistemas de Energia, Tecnologias Aplicadas a Saúde Hospitalar e Saúde Mental no Ambiente de Trabalho (Sesi). 
 
O gerente de Tecnologia e Inovação do SENAI-RS espera que o sucesso da primeira edição se repita, esgotando todos os recursos disponíveis para que o máximo de empresas possa ser apoiada. 
 
“Apoiar então pós-pandemia, levar as indústrias e startups do Rio Grande do Sul esse conhecimento de inovação, essa melhoria de processos para que as empresas e indústrias saiam mais fortes do pós-pandemia, continuem a inovar após o apoio do edital gaúcho e sejam mais fortes e competitivas para a indústria gaúcha e brasileira ao longo de 2021 e nos anos seguintes”, disse.
 
Na edição passada, 136 ideias se inscreveram, 38 projetos foram aprovados e 29 foram contratados. Além dos recursos financeiros, o projeto aprovado terá acesso às instituições para o desenvolvimento da ideia e utilização dos centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação do Senai e do Sesi. Também poderá participar de ação complementar do Sebrae com foco em empreendedorismo, modelagem de negócio e divulgação do produto, e do IEL, com foco na gestão da inovação e liderança da empresa.
 
A Fapergs vai contribuir colocando à disposição do SENAI especialistas, membros dos comitês de assessoramento da Fundação para atuarem como avaliadores dos projetos submetidos. Segundo a entidade, o sucesso do Edital depende também de uma avaliação criteriosa e justa das propostas submetidas. 

Indústria. Foto: Agência Brasil

Leia mais

Leia também