Estado registra em julho a maior procura por vacina da Influenza

Desde o início da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, em abril deste ano, julho é o mês de maior procura pela imunização contra a gripe no Espírito Santo. Das 1.090.148 doses aplicadas, 88,7% foram somente neste mês.  

Os dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde, apontam que, de abril a junho, o Estado já havia aplicado 122.196 doses. Em julho, até o início da tarde desta terça-feira (27), a Secretaria da Saúde (Sesa) contabiliza 967.952 doses aplicadas. Além disso, com a intensificação das estratégias municipais para a garantia da imunização capixaba, o Espírito Santo apresenta uma cobertura vacinal de 53%. 

Dos 78 municípios do Estado, 19 já apresentam cobertura de mais de 80%. São eles: Alfredo Chaves, Anchieta, Boa Esperança, Brejetuba, Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Iconha, Jaguaré, Laranja da Terra, Marilândia, Muniz Freire, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Santa Leopoldina, Santa Teresa, Venda Nova do Imigrante, Vila Valério, além de Ibitirama, que registra acima dos 90% (92,2%) da cobertura vacinal – meta estipulada pelo Ministério da Saúde.  

“O Ministério da Saúde encaminhou um milhão de doses de Influenza a mais para o Estado e a nossa meta é poder aplicar todas elas. Por isso, é muito importante que a população vacinável, aquela acima dos seis meses de idade e os grupos prioritários, procure o serviço de saúde da cidade onde cada um reside e busque informação de quando poderá ser vacinado. A vacina da gripe é uma medida que ajuda a reduzir a circulação dos vírus respiratórios e é muito importante neste momento de pandemia da Covid-19”, informou o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.  

Em relação aos públicos-prioritários, a cobertura vacinal é de 69,4% para crianças; 67,8% para gestantes; 70,2% para puérperas; 61,7% trabalhadores da saúde; 99,3% indígenas; 59,7% idosos; e 47,2% para professores.