Estado amplia gerenciamento dos dados de imunização com sistema de informação próprio

Compartilhe

Uma nova atualização está disponível na Plataforma Vacina e Confia: informações sobre as campanhas de Influenza e Sarampo, além de agendamento de doses de rotina. Esse é o resultado da implementação de novas etapas do sistema de informação exclusivo para o registro de dados de vacinação do Espírito Santo e que já se encontra na fase de execução em todos os municípios capixabas. 

O sistema, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e da Gerência de Tecnologia da Informação, ambos da Secretaria da Saúde (Sesa), em parceria ao Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), passa a disponibilizar a funcionalidade de registros de vacinação de rotina e campanhas, por meio de um modelo integrado, com única entrada de dados para os serviços de vacinação. 

E é com esse sistema de informação que o Estado terá ainda mais transparência e governabilidade aos dados de coberturas vacinais, podendo qualificar o processo de gestão da informação e fomentar ações de monitoramento, avaliação e tomada de decisão em relação às coberturas vacinais dos imunizantes com meta preconizada pelo Ministério da Saúde. 

“Os dados das vacinas de rotina e demais campanhas que anteriormente eram encaminhados aos sistemas do Ministério da Saúde, para assim voltarem à gestão estadual, agora são registrados unicamente em nosso próprio sistema. A partir disso são encaminhados ao Ministério, como já acontece com a Covid-19. É mais transparência e dados em tempo real que auxiliarão em estratégias para o cenário das coberturas nos municípios capixabas”, explicou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. 

Desta forma, segundo Reblin, os dados passam a ser disponibilizados também para criação de painéis que dão aos gestores e à população a possibilidade de acompanhamento das coberturas vacinais em tempo real. “Neste momento, ampliamos para além da Covid-19, os painéis das campanhas de Influenza e Sarampo. Essa funcionalidade acontece devido à efetivação desta nova fase e da adesão dos municípios capixabas”. 

Com o processo de migração em todo Estado, o sistema valida a fase três de implementação, que teve início em abril. A primeira fase aconteceu com o registro de doses da vacina Covid-19, ainda em julho de 2021, na estratégia de campanha. Em seguida, a segunda fase foi de processo de migração, nos 14 municípios da Região Norte de Saúde, dos registros individualizados de doses aplicadas na rotina, aconteceu em março deste ano. A próxima fase será a inserção de dados no processo de registro individualizado por parte das clínicas privadas de todo Estado. 

Em relação à atualização de agendamento às doses de rotina no Painel Vacina e Confia, esta ferramenta é facultativa à adesão pelos municípios.

 

Sistema de informação “Vacina e Confia ES”

O Sistema de informação Estadual Vacina e Confia ES é voltado à gestão das vacinas com o objetivo de automatizar a imunização capixaba. É por meio desta plataforma que os municípios e a gestão estadual têm acesso de forma integrada aos processos, como o controle da entrada das doses de imunobiológicos, estoque, distribuição e aplicação dos imunizantes incorporados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Antes da implementação do Vacina e Confia ES, os serviços de vacinação como unidades de Atenção Primária à Saúde (APS), hospitais, maternidades, policlínicas e Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) faziam o registro em diferentes sistemas, disponibilizados pelo Ministério da Saúde e/ou sistemas próprios. Agora, ele passa a ocorrer unicamente no sistema estadual. 

Em contrapartida, o Estado ficará com a responsabilidade de exportar os dados à base nacional do Sistema de Informação para a Atenção Básica (SISAB) e à Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS). Além disso, o Estado oferta aos municípios a assistência técnica, por meio Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da UFRN.

 

Leia também

Sisu: Inscrições da segunda edição de 2022 começam nesta terça (28)

As inscrições para a segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) estão abertas a partir desta terça-feira...

Portaria do INSS detalha procedimentos para atendimento presencial

Portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficial da União de hoje (29) detalha regras e procedimentos...

Internacional triunfa no Beira Rio para dormir no G4 do Brasileiro

Na partida que abriu a 14ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Internacional derrotou o Coritiba...

Presidente: aumento do Auxílio Brasil pode superar efeitos da pandemia

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (24) que o aumento dos índices de inflação tem, entre suas causas,...

Temporada de baleias: saiba como fazer turismo de observação

A migração das baleias-jubarte pelo litoral do Espírito Santo já começou. Por causa da caça predatória, as jubarte já...

Tragédia de Mariana: Justiça suspende exigências impostas a atingidos

O desembargador José Amilcar Machado, presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), suspendeu exigências impostas para...

Queiroga diz que aborto é crime e minimiza crítica a novo guia do ministério

LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (28) que o aborto é...

Homem é detido e carro roubado é recuperado pela PM em São Gabriel da Palha

A Polícia Militar recuperou na tarde desta terça-feira (28) após uma denúncia um veículo Chevrolet Classic, de cor...