Espírito Santo tem quase 800 pessoas fora de casa por causa da chuva

 

Nível do Rio Itapemirim subiu quase três metros
Nível do Rio Itapemirim subiu quase três metros

 

Subiu para 772 o número de pessoas fora de casa depois que chuvas fortes atingem cidades do Espírito Santo desde a ultima semana. A informação é do G1ES.

De acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil na manhã desta segunda-feira (22), são 712 pessoas desalojadas (estão fora de suas casas, mas não necessitam de abrigo) e 60 desabrigadas (pessoas que não têm para onde ir e necessitam de abrigos providos pelo governo).

Somente em Bom Jesus do Norte, onde ocorreram muitos alagamentos, 650 moradores estão desalojados e outros 28 estão desabrigados.

Além de Bom Jesus do Norte, outras cidades do Sul do estado foram atingidas pelo temporal. Em Alegre, 21 pessoas estão desalojadas e outras 10 estão desabrigadas. Já em Apiacá, há 20 desalojados e 14 desabrigados.

Há desalojados também em Barra de São Francisco (sete), Cachoeiro de Itapemirim (quatro), Muniz Freire (uma) e em Iúna (seis). Na Grande Vitória, três pessoas estão desalojadas na Serra.

Segundo o monitoramento da Defesa Civil, apesar de o número de pessoas fora de casa ter aumentado, o volume de chuvas registrado nas últimas 24 horas foi menor em relação ao acumulado dos dias anteriores.

Os maiores acumulados de chuva nas últimas 24 horas foram registrados em Alegre (18 mm), Vila Velha (12 mm), Apiacá (11 mm), Itaguaçu (11 mm), Afonso Cláudio (7 mm), Guaçuí (7 mm) e Cachoeiro de Itapemirim (6 mm).

Municípios da Região do Caparaó vêm sendo muito afetados pela chuva. Em Guaçuí, o Rio Veado subiu mais de dois metros acima do normal, alagando ruas.

Em Alegre, pelo menos três desmoronamentos de terra foram registrados.

Já em Muniz Freire, casas ribeirinhas ficaram alagadas. A estrada que liga a cidade a Alegre foi interditada. No distrito de Menino Jesus houve alagamentos. Casas foram tomadas pela água e uma delas teve uma parede destruída, sendo condenada pela Defesa Civil.

Ruas e casas ficaram alagadas em Menino Jesus, distrito de Muniz Freire

Ruas e casas ficaram alagadas em Menino Jesus, distrito de Muniz Freire

Pontos de alagamento também foram registrados em Muqui e em Jerônimo Monteiro, tanto no Centro quanto no bairro Vila Cruzeiro. Na zona rural da cidade, a chuva de cerca de duas horas também provocou alagamentos. A prefeitura informou que a Defesa Civil monitora as casas próximas ao Rio Norte.

Já Cachoeiro de Itapemirim continua em estado de alerta para tempestades. O nível do o Rio Itapemirim subiu quase três metros acima do normal. No distrito de Pacotuba, ruas ficaram alagadas.

Água invadiu ruas em Pacotuba, em Cachoeiro de Itapemirim

Água invadiu ruas em Pacotuba, em Cachoeiro de Itapemirim

De acordo com a Defesa Civil, um sinal de alerta para desmoronamentos na cidade de Ibitirama.

Outros oito sinais de alerta moderados para desmoronamentos continuam vigentes em cidades do interior do Espírito Santo, incluindo Bom Jesus do Norte, Apiacá, Castelo, Ibatiba, Muqui, Guaçuí, Pancas e Castelo.

 

Leia mais

Leia também