Espírito Santo tem 820 pessoas fora de casa por causa das chuvas

De acordo com relatório da Defesa Civil Estadual, o município de Bom Jesus do Norte, no Sul do Estado, tem a maior quantidade de pessoas afetadas. Nível do Rio Doce está na cota de inundação.

Por Any Cometti, G1 ES

Ruas alagadas em Alfredo Chaves, ES — Foto: Katiana Endringer

Ruas alagadas em Alfredo Chaves, ES — Foto: Katiana Endringer

A chuvas fortes que atingem o Espírito Santo desde a última semana já deixa 820 pessoas fora de casa. Destes, 761 estão desalojados e 59 estão desabrigados. Os dados são do boletim da Defesa Civil Estadual desta segunda-feira (22), concluído às 17 horas.

As chuvas atingem o Sul do Espírito Santo desde a última quinta-feira (18) e provocaram alagamentos e queda de árvores em várias cidades.

A cidade com o maior número de pessoas afetadas é Bom Jesus do Norte, no Sul do estado. Lá, 650 pessoas estão desalojadas e 28 estão desabrigadas. Os moradores estão sendo acolhidos na Creche Tia Fatinha e na Escola Municipal São Sebastião.

Também há desabrigados nas cidades de Alegre (10), Apiacá (14) e Mimoso do Sul (7), todas na região Sul. Nessas cidades, os abrigos estão sendo, respectivamente, na Comunidade Nossa Senhora da Penha de Rive, no Colégio Municipal Maria de Lourdes e na quadra de esporte do distrito de Ponte de Itabapoana.

Entre as cidades que têm desalojados, mas não desabrigados, estão: Iúna, Cachoeiro de Itapemirim, Divino de São Lourenço e Barra de São Francisco. Somente esta última não está localizada na região Sul.

De acordo com o boletim, o município em que mais choveu no estado foi Venda Nova do Imigrante, na região Serrana, com 50,6 milímetros. Em seguida, Vargem Alta (48 mm) e Alfredo Chaves (47,8 mm), no Sul do estado.

O nível do Rio Doce, segundo o boletim, está na cota de atenção em Colatina (alerta amarelo) e na cota de inundação (vermelho) em Linhares. No entanto, a cidade ainda não registrou alagamento nos pontos críticos.

Na BR-101 Norte, há esquema de pare/siga na altura dos km 153 e 154 em Linhares; e interdição da pista sentido sul em Pedro Canário, entre os km 13 e 15.

Sobre as rodovias estaduais, a ES-181 na altura da localidade de Caçador, em Muniz Freire, no Sul, está parcialmente interditada. Já a ES-287, na altura de Ponte de Itabapoana, em Mimoso do Sul, está totalmente interditada devido ao transbordamento do rio.

Estufas na comunidade de Alto Galo, em Domingos Martins, ES, destruídas depois das chuvas — Foto: Laurinda Kempin

Estufas na comunidade de Alto Galo, em Domingos Martins, ES, destruídas depois das chuvas — Foto: Laurinda Kempin

Em Domingos Martins, na comunidade de Alto Galo, moradores registraram fortes chuvas que chegaram a derrubar plantações nesta segunda-feira.

Chuva derruba bananal e destrói estufas em Domingos Martins, ES — Foto: Laurinda Kempin

Chuva derruba bananal e destrói estufas em Domingos Martins, ES — Foto: Laurinda Kempin

Em um vídeo que circula pelas redes sociais, um produtor rural diz que uma chuva volumosa com fortes rajadas de vento caiu durante cerca de uma hora. Na propriedade dele, os telhados de zinco das garagens foram arrancados e a lona da estufa foi destruída.

De acordo com o produtor, cerca de 70% do bananal foi derrubado. Até mesmo algumas árvores de eucalipto ficaram no chão após o temporal.

No centro de Alfredo Chaves, várias ruas ficaram alagadas. Os moradores dizem que bastou uma hora de chuva forte para que as ruas ficassem intransitáveis. De acordo com eles, a rua mais afetada foi a Rua Dona Macrina.

 

Leia mais

Leia também