Espírito Santo registrou quase 900 internações de crianças por síndrome respiratória; saiba cuidados para evitar internações

Compartilhe

 Pronto-Atendimento (PA) de São Pedro, em Vitória, em 4 de maio

Pronto-Atendimento (PA) de São Pedro, em Vitória, em 4 de maio

O aumento nos casos de doenças respiratórias como asma, gripes, bronquiolites, sinusite e pneumonia em crianças e adolescentes provocou um aumento na procura por atendimento e também internações no Espírito Santo nas últimas semanas. A informação é de Fabiana Oliveira, do g1 ES.

De acordo com dados da Secretaria estadual de Saúde (Sesa), só este ano foram registrados 894 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em crianças e adolescentes com idades entre zero e 17 anos.

Nove pacientes morreram por complicações da doença, que é uma síndrome gripal associada a sintomas de falta de ar, desconforto respiratório, baixa oxigenação no sangue e que requer a internação do paciente.

A médica pneumologista Cilea Martins disse que os casos de doenças respiratórias em crianças costumam aumentar nessa época do ano, principalmente por causa da baixa imunidade.

“A criança piora nessa época porque eles tem imunidade mais fraca. Normalmente elas estão mais suscetíveis a ter casos de virose, e a partir da virose elas podem desenvolver quadros bacterianos porque a imunidade fica muito baixa quando você tem uma virose. Então, isso piora”, disse.

Outro fator é a mudança climática, que de acordo com ela, dificulta a respiração e pode ocasionar quadros gripais graves, principalmente em crianças que já tem problemas respiratórios como asma e rinite.

“Quando você tem a mudança climática, o clima fica mais seco e a criança não consegue filtrar o ar pelo nariz e começa a usar a boca. Então, os vírus começam a entrar com mais facilidade e acabam aparecendo as infecções. Se a criança tiver algum predisposição alérgica ela vai sentir isso com mais facilidade e também aumenta o nível de refluxo. Facilmente ela começa com o quadro gripal e depois quadro infeccioso com necessidade de internação”, disse.

Na Serra, a Prefeitura registrou um aumento na demanda dos Pronto Atendimentos (PAs) nas últimas semanas, tanto para crianças como adultos. Entre as crianças, o crescimento foi de mais de 80% e entre os adultos chegou a 50%.

Na capital capixaba, as notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave em crianças e adolescentes tiveram um pequeno aumento nas duas últimas semanas epidemiológicas mas, de acordo com a Prefeitura, estão dentro do esperado para a sazonalidade do período de sintomas respiratórios.

Em Vila Velha, a procura para tratamento de doenças respiratórias cresceu cerca de 40% no atendimento da pediatria nos PAs da Glória e de Riviera da Barra nos últimos meses.

“Devido à mudança de estação do ano, e também por ser um período típico de doenças respiratórias, como asma, gripes, bronquiolites, sinusite e pneumonia. Estes problemas demandam maior tempo de atendimento pelos pediatras, pois as crianças permanecem em observação por períodos longos recebendo medicação”, informou a Prefeitura.

A demanda em Cariacica também aumentou significativamente nos PAs do Trevo de Alto Lage, Bela Vista, Flexal e Nova Rosa da Penha em razão do aumento do número de casos de síndromes respiratórias.

  • Gripe e resfriado

A pneumologista Cilea Martins destacou a importância de diferenciar o resfriado e a gripe, que pode evoluir para casos mais graves. De acordo com ela, o resfriado geralmente ocorre em um período de cinco dias acompanhado de uma febre mais baixa e é causado pelo rinovírus. Já a gripe é causada por influenza ou Covid-19 e vem acompanhada de febre.

“Essas febres levam a debilidade da criança e, se ela não estiver imunologicamente preparada com vacinação, boa alimentação e o tratamento das doenças crônicas, a chance dela de ir para a internação é muito maior porque ela vai desenvolver faltar de ar, infecção pulmonar e até mesmo pneumonia viral ou bacteriana”, informou a médica.

  • Vacinação

A pneumologista também disse que muitos pais tem deixado de vacinar as crianças e tratar os problemas respiratórios previamente, o que também contribui para o agravamento dos casos.

“Por causa da pandemia, muitos pais deixaram de vacinar os filhos, principalmente a vacina de gripe e tratar previamente, as rinites, as asmas e as sinusites. Então, com isso, as crianças não fizeram o tratamento contínuo e chegando agora nessa época agora elas estão despreparadas, ainda mais sem vacinação”, disse.

  • Cuidados em casa

A médica alertou ainda sobre os cuidados que podem ser adotados em casa porque, segundo ela, nos tempos frios as pessoas se trancam mais, e com isso a presença de ácaros pode ser ainda maior.

“Além de fornecer uma boa alimentação e uma boa hidratação, é importante limpar a casa com água, bicarbonato e vinagre branco e também deixar janelas abertas para o ar e o sol entrarem e assim evitar a presença de ácaros. Viu que o clima está mudando, lave as roupas de frio e coloque no sol para diminuir a presença de ácaros também”, disse.

  • Alerta para levar ao hospital

Os sintomas de alerta, de acordo com ela, são a respiração com dificuldade, boca roxa, costelas aparentes ao respirar.

“Se tiver rinite ou asma comece a medicação antes de levar ao pronto-socorro”, orientou.

  • Creches e escolas

Nas creches e escolas, a possibilidade de infecções é maior. Então, a recomendação é não mandar as crianças para a escola se elas tiverem algum sintoma gripal.

“Primeiro ela [a criança] vai gripar outras crianças e também tem a chance de pegar de outra criança mas com a evolução de uma quadro bacteriano. Se a criança tem sintomas de gripe ela deve ficar em casa”, informou.

Leia também

CEARÁ: Equipes de Atenção Básica realizaram 34,5 mil consultas de pré-natal com seis ou mais atendimentos por gestante em 2021

Para prevenir e detectar precocemente doenças em gestantes e bebês, o Ministério da Saúde recomenda que as mulheres...

MORTALIDADE INFANTIL: Espírito Santo registra taxa de 10,7 mortes de crianças por mil nascidos vivos

O Espírito Santo registrou, em 2019, 10,7 mortes de crianças por mil nascidos vivos, segundo dados do Ministério...

Prazo de emissão da DAP é prorrogado até 31 de outubro

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, nessa quarta-feira (29), a Portaria nº 174, com alterações à Portaria nº...

Carreta sai da pista e pega fogo na BR-101, no Norte do Espírito Santo

    Carreta saiu da pista e pegou fogo na BR-101, no ES — Foto: Reprodução Uma carreta saiu da pista...

Campeonato Perna de Pau 2022 começa no 11 de julho e terá até 16 equipes

A 22ª Edição do Campeonato Perna de Pau de Futsal Masculino deve começar no dia 11 de julho,...

Programa Calçamento Rural já liberou 27,3 mil m² de material para pavimentação em comunidades do interior

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos tem conseguido, junto ao Governo do Estado, acelerar...

Litro da gasolina deve ficar R$ 0,81 mais barato nos postos do Espírito Santo, diz governador

O preço do litro da gasolina deve ficar R$ 0,81 mais barato nos postos do Espírito Santo. O...

Vital 2022 abre venda dos ingressos na terça-feira

Depois de 16 anos de espera, o Vital se prepara para voltar a arrastar os foliões em Vitória....