Espírito Santo registra um estupro de criança por dia em 2020

Dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). Neste ano, 259 crianças foram vítimas de violência sexual no estado.

O Espírito Santo registrou mais de um caso de estupro de crianças por dia entre janeiro e julho deste ano. Os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp).

No dia 7 de agosto uma menina de 10 anos foi levada ao Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, se queixando de dores abdominais. Na unidade, ela relatou que era estuprada por um tio desde os 6 anos e que nunca denunciou o crime porque era ameaçada por ele. A gravidez foi descoberta por um exame de sangue. O homem, de 33 anos, foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaça, mas está foragido. A gestação foi interrompida por um procedimento médico em Pernambuco.

De janeiro a julho deste ano, 259 crianças de até 14 anos foram abusadas sexualmente em todo o estado.

Apesar do número alto de crimes registrados, houve uma redução das denúncias de estupro de vulnerável quando comparado ao mesmo período do ano passado. Nos sete primeiros meses de 2019, 423 crianças foram vítimas de violência sexual no Espírito Santo.

Essa diminuição dos registros, segundo a conselheira tutelar de Vila Velha, Alessandra Santana, não revela uma diminuição real na violência sexual contra crianças, mas uma possível subnotificação dos casos.

Isso porque, segundo ela, a principal forma de identificação dos crimes é feita na escola. Com as aulas suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus, casos deixaram se ser percebidos e, consequentemente, denunciados.

“A gente recebe pelo menos um caso de violência por dia. Tem muita coisa ainda camuflada. Antes, a maior parte das denúncias eram recebidas por esses órgãos que têm acesso a essas crianças. Por isso, acredito que quando voltarem os atendimentos e todos os órgãos voltarem a trabalhar, principalmente a escola, esse número de casos notificados vão aumentar”, explicou a conselheira.

A juíza da Vara de Infância e Juventude de Vila Velha, Patrícia Neves, explicou que a violência sexual acontece principalmente dentro do círculo social das vítimas, sendo cometida principalmente por parentes e amigos da família da criança.

“Esse tipo de violência é mais comum por familiares e acontece porque as pessoas se sentem proprietárias do corpo do outro. Os filhos são considerados propriedades. E a gente vê que esse tipo de mentalidade precisa mudar”, declarou a juíza.

Os dados mais recentes sobre as vítimas de abuso sexual, um levantamento do Ministério da Saúde de 2018, apontam que a maior parte desses crimes é cometido contra meninas menores de 13 anos, dentro de casa, e cometidos por parentes ou amigos da família.

O Fórum Brasileiro de Segurança revela que os crimes sexuais são os menos denunciados para a polícia. A última Pesquisa Nacional de Vitimização, de 2013, estimou que apenas 7,5% das vítimas de violência sexuais registram o caso em uma delegacia.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Diego Aleluia, isso acontece porque nem sempre a criança abusada conta para os pais que foi violentada ou tem mudança no comportamento, se tornando retraída ou agressiva.

“A criança pode ficar triste, ela pode não demonstrar nada porque muitas vezes a criança não liga aquilo a dor e acha que é uma forma de carinho e a mudança comportamental nem sempre é ligada a revolta, não é sempre sinônimo de tristeza. É muito difícil revelar esses casos se a criança não falar. Por isso que a gente pede para que os pais conversem com os filhos e tenham sempre o diálogo aberto”, orientou o delegado.

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) no Espírito Santo — Foto: Divulgação/Governo do ES

Leia mais

BNDES lança linha de crédito para setor audiovisual

Auxílio é destinado à manutenção de emprego do setor Foto: Banco de Imagens O Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) lançou, nesta segunda-feira (20), a linha...

Governo do Estado inaugura obras em Anchieta e autoriza reurbanização de orla da Praia de Costa Azul

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), inaugurou,...

Instituída Comissão de avaliação para atuar no primeiro Edital do IdeAção

A Secretaria da Educação (Sedu) convidou profissionais de diferentes áreas de atuação e relação com a...

Robinho pede auxilio tecnológico para professores de Anchieta

Em sessão ordinária realizada de forma virtual, o...

Leia também

Batida frontal entre caminhão e van deixa 12 mortos e 1 ferido em MG

Van que se envolveu no acidente em Patos...

Incêndio provoca destruição em fazenda de comerciante de Água Doce do Norte

Um grande incêndio tirou o sono de diversos moradores e agricultores de Água Doce do Norte na noite deste sábado, 19 de setembro de...

Adolescente de 14 anos sofre ameaça de estupro em Água Doce do Norte

  Na manhã da última sexta-feira, 18 de setembro de 2020, uma jovem de apenas 14 anos, moradora do distrito de Santo Agostinho, deu entrada...

ES: criança sobrevive após cair de sexto andar de prédio

Uma criança de cinco anos caiu do sexto andar de um prédio na região de Jacaraípe, na Serra. De acordo com o síndico do...