Espírito Santo registra mais de 200 raios por hora nos primeiros 10 dias de março

Mais de 50 mil raios tocaram o solo do Espírito Santo apenas nos primeiros dez dias do mês de março O número corresponde a mais de 200 descargas elétricas por hora. A informação e de Any Cometti, do G1 ES.

Os dados são do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

O número corresponde a quase metade de toda a incidência de raios registrados no Espírito Santo desde o início do ano. Foram 105.745, de janeiro até o dia 10 de março. O número é 87 vezes maior que no mesmo período do ano passado.

Somente na madrugada do último domingo (7), o Espírito Santo foi atingido por cerca de 11 mil raios, de acordo com a concessionária EDP.

Em Pancas, no Noroeste do estado, um homem morreu após ser atingido por uma descarga elétrica na localidade de córrego São José. Raios também mataram animais no interior do estado.

Além disso, em fevereiro, somente em quatro dias, quase 50 mil raios caíram no estado, também de acordo com o Elat/Inpe.

Especialistas explicam que a incidência de raios é maior no verão. Quanto mais quente fica o ar, mais leve ele fica, e mais rápido sobe para a atmosfera. No encontro com temperaturas mais frias, há formação de gotículas de gelo que se chocam dentro das nuvens, formando a eletricidade.

No último ano, de acordo com o Inpe, foram registrados 144 milhões raios no Brasil, o que pode ser explicado pelo La Niña. O fenômeno resfriou as águas do Oceano Pacífico na região equatorial e alterou a circulação da atmosfera no planeta.

Neste ano, já foram registrados mais de 17,6 milhões de descargas elétricas e, além do La Niña, parte do país tem que se preocupar ainda com outro fenômeno climático, a zona de convergência, que traz umidade da Amazônia e aumenta as tempestades no Sudeste.

 

Grande Vitória teve chuvas fortes e raios em fevereiro de 2021 — Foto: Sandra Daniel

Grande Vitória teve chuvas fortes e raios em fevereiro de 2021 — Foto: Sandra Daniel

Leia mais

Leia também