Espírito Santo lidera ranking nacional de mortes por causa de bebida alcóolica

Compartilhe

Por João Brito

O Espírito Santo é o estado com mais mortes em decorrência de bebida alcóolica no Brasil, segundo estudo publicado pelo Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa), com dados do Datasus e do Ministério da Saúde.

O estado divide a primeira colocação com Sergipe, com uma taxa de 37,9 óbitos atribuíveis ao álcool por 100 mil habitantes, número acima do índice nacional, que está em 31,5. O levantamento do número de mortes foi feito com os dados mais recentes divulgados pelo Datasus, com amostragem compilada de 2010 a 2020.

As principais vítimas são os homens, com 77% do total das mortes, e, destas, 51% sendo de pessoas com 55 anos ou mais.

Entre as causas dos óbitos por ingestão de álcool no ES estão como principais os acidentes de trânsito (16,7%), seguido de cirrose hepática (15,9%), violência interpessoal (13,4%), além de transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso (13%).

Números de mortes atribuídas ao consumo de álccol no ES lidera a estatística no Brasil — Foto: Divulgação/Cisa

Números de mortes atribuídas ao consumo de álccol no ES lidera a estatística no Brasil — Foto: Divulgação/Cisa

Outro destaque do estudo para o ES é o número de mortes totalmente atribuíveis ao consumo de álcool, ou seja, males que poderiam ser evitados caso não houvesse a ingestão de bebida alcóolica. Em 2020, no estado, houve um crescimento de 43% nesses casos em comparação a 2019, passando de 142 óbitos para 205. No Brasil, o aumento nesse quesito foi de 24%.

Com relação ao número de internações em decorrência da bebida alcóolica a cada 100 mil habitantes, o Espírito Santo aparece em sétimo lugar no ranking, com índice de 179,5, e também maior do que o nacional, que ficou em 155

O levantamento feito pelo Cisa mostrou que Vitória aparece em destaque entre as capitais brasileiras com relação ao consumo abusivo de álcool, de acordo com dados específicos colhidos pelo Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde, em 2021.

Entende-se como consumo abusivo de álcool a ingestão de cinco ou mais doses para homens ou quatro ou mais doses para mulheres, em uma única ocasião, pelo menos uma vez no mês anterior à pesquisa. Uma dose padrão de álcool equivale a 14g de álcool puro, o que corresponde a 350 ml de cerveja, 150 ml de vinho ou 45 ml de destilado.

Ao todo, 23,3% do público geral consultado na cidade relatou uso abusivo, levando o município ao segundo lugar no ranking.

No recorte específico sobre os homens, Vitória aparece em terceiro lugar, com 32,6% dos participantes tendo assumido o consumo abusivo de bebida alcóolica.

“Esse é um dos padrões de consumo mais perigosos à saúde e está relacionado a maior risco de prejuízos imediatos, como intoxicação alcoólica (ressaca), quedas, envolvimento em brigas, sexo desprotegido e amnésia alcoólica. Se frequente, pode aumentar o impacto negativo do álcool em diversos órgãos e sistemas, especialmente: trato gastrointestinal, fígado, pâncreas, sistema nervoso e sistema cardiovascular”, alertou Arthur Guerra, psiquiatra e presidente executivo do Cisa.

Garrafa de bebida alcóolica perto de um local de acidente de trânsito. — Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícias

Garrafa de bebida alcóolica perto de um local de acidente de trânsito. — Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícias

Leia também

INDICADORES: Preço do boi gordo tem baixa nesta quarta-feira (6)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quarta-feira (6) com baixa de 0,43% e o produto...

Nova Venécia participa do Seminário Educar pra Valer 2022, no Ceará

  A Prefeitura de Nova Venécia esteve representada no Seminário Nacional Educar pra Valer, pela secretária de Educação, professora...

Governo Federal lança serviço inédito de emissão de alertas de desastres em parceria com WhatsApp e Robbu

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), lançou, em parceria com o WhatsApp e...

Conservador acusado de apalpar homens quando bêbado renuncia e cria nova crise para Boris

GUARULHOS, SP (FOLHAPRESS) - Mais um escândalo bateu à porta do premiê do Reino Unido, Boris Johnson. O...

Faixas de pedestres foram feitas em frente a creche do bairro Cruzeiro

Servidores da Secretaria de Defesa Social, Trânsito e Guarda Civil Municipal fizeram novas faixas de pedestres em frente...