Espírito Santo inicia campanha de vacinação contra a febre aftosa neste domingo (1º)

Compartilhe

Começa neste domingo (1º), a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa em todo o Espírito Santo. A ação é coordenada pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do (Idaf). Nesta primeira etapa, devem ser vacinados bovinos e bubalinos com até dois anos de idade.

A expectativa é que sejam vacinados em torno um milhão de animais, distribuídos em cerca de 30 mil propriedades rurais do Estado. A vacinação pode ser realizada pelos próprios produtores e as vacinas devem ser adquiridas apenas em lojas agropecuárias cadastradas no Idaf. Aqueles que não têm animais com até dois anos de idade, devem atualizar o cadastro do seu rebanho.

Para o diretor-presidente do Idaf, Leonardo Monteiro, é fundamental que o produtor rural vacine o seu rebanho para que o Espírito Santo continue livre da doença. “Estamos caminhando para a retirada da vacinação contra a febre aftosa no Estado. Para isso acontecer, todos os animais devem ser vacinados nas últimas etapas, atingindo alto índice vacinal, que será monitorado pelo Idaf. É importante também que o produtor tenha atenção na hora de vacinar e realize o procedimento corretamente, além de comprovar a vacinação em seguida”, disse Monteiro.  

Comprovação da vacinação

Para comprovar a vacinação, o produtor rural deve preencher o formulário “Declaração de Vacinação contra Febre Aftosa e Atualização do Rebanho” e apresentá-lo ao Idaf, com a nota fiscal de compra da vacina.

A comprovação pode ser realizada diretamente pelo sistema informatizado do Idaf (Siapec3), bem como ser enviada por e-mail para uma gerência local. Também pode ser entregue, presencialmente, em uma das gerências do Idaf.

Saiba como comprovar a vacina em: www.idaf.es.gov.br/febre-aftosa/vacinacao

Cuidados e orientações em relação à vacinação dos animais

Verifique se as vacinas estão na temperatura correta: entre 2 °C e 8 °C (as vacinas não podem ser congeladas, nem ficar em temperatura acima de 8 °C). Para transportá-las, use uma caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre. Mantenha a vacina no gelo até o momento da vacinação.

Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: vacine somente bovinos e búfalos. Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas dentro da caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. 

A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação (troque a agulha a cada 10 animais vacinados, lave a seringa e as agulhas antes e depois da vacinação; se possível, ferva-as. Guarde-as sempre limpas e secas). 

Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2ml. O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Dê preferência à aplicação embaixo da pele (via subcutânea) para evitar reações indesejadas no local da aplicação.

Leia também

PF mira estudantes capixabas em esquema para bolsa de estudos

A Polícia Federal (PF) iniciou nesta quinta-feira (26) a Operação Falso Positivo, contra um esquema de estudantes de...

‘Esquecer o que estão dizendo’, afirma Arthur Aguiar sobre críticas por desafinação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Desde a suas recentes participações no Encontro com Fátima e no Altas Horas...

Etapa dos Jogos Escolares em Barra de São Francisco foi um sucesso!!! Confira as fotos (02)

Confira na galeria de fotos quem marcou presença na Etapa Regional dos Jogos Escolares em Barra de São...

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 100 milhões

O concurso 2.484 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (25) à noite no Espaço Loterias da Caixa em São...

Hoje é Dia: semana traz datas sobre adoção, biodiversidade e glaucoma

O fim de maio traz alertas sobre questões importantes para todos os brasileiros: o incentivo à adoção, a preservação...

INDICADORES: preço do boi gordo sofre queda nesta terça-feira (24)

A cotação da arroba do boi gordo começou a terça-feira (24) com queda de 5,93% e o produto...