Espírito Santo é destaque em Circuito Nelore de Qualidade

O Espírito Santo foi destaque no Circuito Nelore de Qualidade, realizado pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), ficando com o 3° e 8° lugares na categoria “qualidade de carcaça de machos” e 5° lugar na categoria “melhor compra de gado”. A iniciativa avalia resultados obtidos pelos produtores, cada qual em sua realidade e sistema de produção.

Foram realizadas em 2020, 33 etapas em 11 estados. No total, mais de 20 mil animais foram avaliados, consolidando o Circuito como o maior campeonato de avaliação de carcaças de bovinos do mundo. “O Espírito Santo tem 1% do rebanho nacional e conseguimos ficar entre dois dos dez melhores criadores do Brasil. Isso mostra o fortalecimento da pecuária capixaba, promovendo a genética e a carne da raça, e contribuindo para elevar a produtividade da pecuária nacional”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto.

“O Espírito Santo obteve um resultado excelente no campeonato. Mesmo com a pandemia, o evento foi realizado de forma virtual. A maior importância desse circuito é estimular os pecuaristas para uma produção de um rebanho melhor e de uma carne bovina de melhor qualidade. É necessário que os produtores invistam em tecnologia, nutrição, melhoramento genético, entre outros, para que a pecuária capixaba continue sendo destaque no Brasil e no mundo”, salientou o presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil, Nabih Amin El Aouar.

Promovido desde 1999, o Circuito conta com o apoio da Friboi, Frisa e Matsuda, crescendo a cada ano. “O circuito é fundamental para mostrar aos pecuaristas em que nível de tecnologia e eficiência cada um está no processo. Essas avaliações resultam em um rendimento de carcaça ideal que os frigoríficos querem e que o consumidor também deseja. Acredito que o circuito vai se aperfeiçoar a cada ano, aumentando o número de animais avaliados, contribuindo para estimular a produção de uma carne de qualidade e, com isso, possibilitará uma maior satisfação do público consumidor”, ressaltou o presidente da Associação Capixaba dos Criadores de Nelore (ACCN), Tadeu Rosa.

Leia mais

Leia também