Espírito Santo apresenta variação positiva nas atividades turísticas

O Espírito Santo se mantém com o quarto menor recuo no volume de atividades turísticas no País no terceiro trimestre de 2020. A informação faz parte do Boletim da Economia do Turismo Capixaba divulgada, nesta quinta-feira (10), pela Secretaria de Turismo (Setur) e pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

De acordo com o boletim, as atividades turísticas no Espírito Santo registraram variação positiva de +46,2%, na comparação ao trimestre anterior, após duas quedas significativas devido ao impacto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) no setor. No Brasil, foi registrado crescimento de +47,4%, enquanto o Sudeste exibiu variação de +43,7%.

No Espírito Santo, o recuo no volume das atividades turísticas, na comparação interanual, foi observado em todos os três meses do trimestre (-53,3% em julho/20, -41,7% em agosto/20, -33,4% em setembro/20), mostrando que as medidas para contenção da pandemia atingiram intensamente as atividades do turismo.

Para o secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, o índice mantido pelo Espírito Santo demonstra que as ações realizadas pelo Governo do Estado para enfrentamento da crise foram positivas. “O fato de o Espírito Santo se manter como o Estado com a quarta menor queda das atividades do turismo no País demonstra que a condução da crise, a liberação do Fundo de Aval para financiamentos para as empresas do setor, a adoção do selo Turismo Responsável e as ações do Plano de Retomada estão contribuindo para o crescimento gradual do setor”, disse.

Além do estudo, foi disponibilizado ainda um painel interativo com as estatísticas conjunturais do turismo, atualizado trimestralmente, permitindo o monitoramento das atividades econômicas do turismo e auxiliando o planejamento do setor.

“O boletim e o painel contemplam informações como geração da renda, número de postos de trabalho por segmento do turismo, remuneração média dos trabalhadores, informalidade e formalidade no setor, saldos nas atividades turísticas por regiões turísticas e administrativas, além de bases de comparação com Brasil e Sudeste e a série histórica dos dados”, explicou o coordenador de Estudos Econômicos do IJSN, Antônio Ricardo Freislebem da Rocha.

O setor turístico foi fortemente impactado pelos efeitos da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), especialmente no segundo trimestre deste ano.

“O turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19 e pela impossibilidade de as pessoas se deslocarem. Há uma indicação que, do ponto de vista econômico, o pior já passou, com o segundo trimestre tendo sido o mais dramático. Ainda que tenhamos enormes desafios adiante, especialmente com o recrudescimento dos casos da doença no Estado, os dados nos mostram que estamos caminhando numa trilha no sentido da esperança. Com ações pautadas no conhecimento científico, o Espírito Santo está avançando – comparativamente a outros estados – de forma mais positiva”, avaliou o diretor-presidente do IJSN, Daniel Cerqueira.

Retomada

Estimulando o turismo interno está sendo veiculada a campanha publicitária da Secretaria do Turismo (Setur) cujo o tema é “Redescubra o ES”. O objetivo é estimular que o capixaba redescubra o seu Estado, realizando viagens curtas, aproveitando as belezas naturais e espaços ao ar livre e escolhendo empreendimentos que estejam cumprindo os protocolos sanitários de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19).

Nos últimos meses o Espírito Santo participou de ações de promoção nacionais – Movimento Supera Turismo e Abav Collab – e recebeu agentes de viagens de São Paulo, Rio Grande do Sul e Brasília em atividade realizada em parceria com o Sebrae, de divulgação dos atrativos e infraestrutura nos municípios de Vitória, Vila Velha, Guarapari, Venda Nova do Imigrante e Domingos Martins.

Confira o Boletim e o Painel Interativo da Economia do Turismo:
http://www.ijsn.es.gov.br/artigos/5790-economia-do-turismo-no-espirito-santo-3-trimestre-de-2020

 

Leia mais

Leia também