Escola de Conceição do Castelo explora recursos do G Suite no desenvolvimento e aplicação das APNPs

Desde o início das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs), as ações da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Professora Aldy Soares Merçon Vargas, em Conceição do Castelo, se concentram em manter o vínculo dos alunos com a escola. A diretora Rita Dassie Ayres tem buscado priorizar algumas iniciativas consideradas mais essenciais, oportunizando momentos de aprendizado, apoio mútuo e, ao mesmo tempo, transmitindo tranquilidade para os alunos e suas famílias.
 
Um dos focos prioritários da gestão escolar e dos professores foi motivar a participação eficiente dos alunos das 3ª séries do Ensino Médio no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com aulões quinzenais via Google Meet. “Às terças e quintas-feiras, a cada quinze dias, grupos de professores se dividem em resolver e comentar questões do Enem de anos anteriores.Os alunos participam e tiram dúvidas on-line. A aprendizagem tem sido muito significativa, pois facilita a compreensão das questões a partir dos comentários e explicações dos professores”, explicou a pedagoga Rose Maretto.
 
Outra diretriz conduzida com afinco pela escola foi orientar e incentivar os professores a participarem das lives organizadas pela Sedu Digital sobre métodos inovadores de planejamento e aplicação de aulas por meio dos recursos oferecidos pelas ferramentas do G Suite.“Tenho aprendido muito com as facilidades propiciadas pelo Google. No último aulão, minha apresentação foi a partir de uma das ferramentas do G Suite que substitui de maneira mais eficaz o Power Point”, relatou a professora de História, Laudineri Salve.
 
A EEEFM Professora Aldy Soares Merçon Vargas tem adotado também as ferramentas do Google para fazer o monitoramento das participações dos alunos às APNP´s via Google Forms. “É muito prático porque o formulário cria gráficos que facilitam a análise, porque a gestão escolar precisa saber na hora de compilar informações necessárias para fazer o monitoramento das APNP,s”, esclareceu o professor de Língua Portuguesa, Willian Ribeiro, que também vem desenvolvendo um site dirigido a alunos da 1ª série do Ensino Médio para reforço escolar dentro do ambiente de facilidades proporcionado pelo G Suite. 
 
“O monitoramento é feito pelos professores responsáveis por cada turma e o formulário gera estatísticas que facilitam a visualização da participação dos alunos, para que possamos tomar medidas que evitem a evasão”, explicou a pedagoga responsável pela formatação de dados, Simonia Ferreira.
 
A pedagoga detalhou também, que coordenadores e professores monitores fazem contato com as famílias via telefone, WhatsApp, chamadas em rádios locais e redes sociais convocando os alunos a participarem das APNPs, buscando evitar a evasão. Os esforços são generalizados para manter o vínculo entre família e escola, com ênfase sobre a vida escolar do alunado. “Os professores têm gravado videoaulas e realizado lives para maior compreensão dos alunos quanto aos conteúdos estudados, inclusive para os alunos do Atendimento Educacional Especializado (AEE)”, afirmou Rose Maretto. 
 
Já as reuniões e aulões via Google Meet servem para interagir com as turmas a fim de esclarecer dúvidas e explicar conteúdos que demandam mais profundidade de conhecimento. Outro ponto importante priorizado pela escola é a tradução dos conteúdos em Libras e chamada de vídeo para os alunos com deficiência auditiva. “Professores-intérpretes fazem chamadas de vídeo e passam os conteúdos das vídeo aulas para os alunos com Deficiência Auditiva (DA)”, disse a professora de Libras, Marciele Jordão.
 
 

Leia mais

Leia também