Escola de Alegre promove bate–papo interativo com o tema ‘Mercado de Trabalho e Empregabilidade’

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Professor Pedro Simão, localizada em Alegre, promoveu um bate–papo interativo com o tema “Mercado de Trabalho e Empregabilidade” para os estudantes do Ensino Médio. O objetivo foi promover uma reflexão sobre o mercado de trabalho atual e destacar a importância da Educação Profissional Técnica, por meio do Ensino Médio Integrado (EMI) em Administração, que é ofertado pela unidade escolar.

A ação foi uma iniciativa do coordenador do curso, o professor Paulo Roberto Romito, com apoio das pedagogas Shirley Valory Alves, Aline Radael Vieira, e da diretora Lucy Sader de Souz.

Para o bate-papo foram convidados ex–estudantes do Ensino Médio Integrado (EMI) em Administração: Eduardo Prado, que hoje é locutor da Rádio Fama de Alegre; Geórgea Garcia, professora de Língua Portuguesa; e Elizeu Costa Silva, aluno do curso de Farmácia, na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). 

Segundo a pedagoga Shirley Valory Alves, o intuito foi incentivar e motivar os estudantes por meio dos depoimentos dos convidados que hoje atuam no mercado de trabalho e no Ensino Superior. “Os relatos foram de que o curso desenvolveu muitas habilidades e competências, além de agregar conhecimentos, moldando o perfil de cada um, facilitando, assim, o crescimento pessoal e profissional, e que os estudantes precisam abraçar a oportunidade que o curso oferece, pois é a base para alcançar seus sonhos”, disse.

O professor Paulo Roberto Romito  relatou aos estudantes as mudanças que o mercado do trabalho ao longo do tempo, abordando as exigências e o perfil dos profissionais, tanto para entrar no mercado de trabalho quanto para se manter empregado de acordo com uma série de competências emocionais e interpessoais que são consideradas.

O estudante Rômulo Ferreira Martins que cursa a 1ª série do EMI em Administração falou da satisfação em fazer parte desse momento. “Pude ter a experiência de conhecer, ouvir e dialogar com pessoas que hoje estão bem-sucedidas por meio do curso que nossa escola oferece”, afirmou.

 


Leia mais

Leia também