Espírito Santo tem quase 70% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 ocupados

Compartilhe

Quase 70% dos leitos de UTI destinados para pacientes com Covid-19 no Espírito Santo estão ocupados, de acordo com os dados atualizados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) nesta quinta-feira (23). Na enfermaria, a taxa de ocupação é de 45,50%.

Atualmente, o Estado tem 1.453 casos e 43 mortes por Covid-19. Os dados são divulgados na plataforma Painel Covid-19, do Governo do Estado.

De acordo com a Sesa, do total de 161 leitos de UTI para pacientes com Covid-19 no SUS, 112 estão ocupados. Já do total de 178 leitos de enfermaria, 81 já têm pacientes.

Mais leitos

Em nota, a Sesa disse que toda a rede de saúde vem sendo preparada para o enfrentamento da Covid-19 e que, neste primeiro momento, a expansão de leitos é uma das principais delas.

A Secretaria informou que estão sendo preparados na rede pública, até o início de maio, cerca de 440 leitos de UTI e mais 380 de enfermaria, exclusivamente para pacientes acometidos por Covid-19. Esse quantitativo de leitos projetados para os próximos meses está sendo finalizado.

Em pronunciamento feito nesta tarde (23), o governador, Renato Casagrande, disse que quer chegar a 300 leitos de UTI já até o final deste mês. Ele também disse que o Estado está credenciando novos leitos nos hospitais filantrópicos.

“Vamos chegar no final da semana que vem com mais de 300 leitos de UTI reservados para Covid-19. Leitos que vamos ofertar se alguém precisar, esperamos que não precisemos usar. Estamos debatendo com outros hospitais a ampliação desses números de leitos para que a gente mantenha a assistência aos capixabas, para que a gente salve vidas”, disse Casagrande.

Ainda segundo a Sesa, entre as estratégias a serem adotadas, está a estruturação de um hospital de campanha. Mas isso só vai ser feito “após esgotarem todos os outros recursos já disponíveis, incluindo a solicitação de leitos privados”. A área de possível instalação da unidade está em estudo.

Pacientes em investigação

Segundo a Sesa, os pacientes em investigação por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ficam em leitos de UTI de isolamento. Sendo confirmados para Covid-19, são levados para unidades de UTI exclusivas para pacientes com a doença.

Caso sejam descartados, são removidos para outros hospitais. Caso o exame seja negativo, mas o paciente apresente sintomas compatíveis com Covid-19, o paciente é definido como inconclusivo, podendo ser submetido a novas avaliações clínicas, laboratoriais e de imagem.

Leia também

Espírito Santo alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra gripe e sarampo

A menos de um mês para o fim das campanhas de vacinação contra a gripe e o sarampo,...

Lâmpadas queimadas são substituídas em bairros e distritos de Barra de São Francisco

Servidores da secretaria de Serviços da prefeitura de Barra de São Francisco, realizaram manutenção na iluminação pública nos...

Semana Nacional dos Museus começa nesta segunda

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) disponibilizou a programação da 20ª Semana Nacional dos Museus. O evento ocorre...

Lâmpadas queimadas são substituídas em quatro bairros de Barra de São Francisco

Funcionários da secretaria de Serviços da prefeitura de Barra de São Francisco, realizaram manutenção na iluminação pública nos...

Vídeos mostram danos causados por ventania em Nova Venécia

  Uma forte ventania, seguida de chuva, atingiu o município de Nova Venécia no fim da tarde desta terça-feira (17),...

Iolanda Neves foi eleita a ‘Gari do Ano’ em Barra de São Francisco

  Iolanda Neves, 63 anos eleita Gari do Ano com 40% dos votos na enquete feita pela Prefeitura de...