ES Solidário entrega mais de 700 cestas verdes a instituições capixabas

O ES Solidário, programa do Governo do Estado coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), realizou o repasse de 734 cestas verdes para cerca de 40 instituições de cunho social, nessa quarta-feira (07). Os donativos foram distribuídos para pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica.

As cestas foram entregues a instituições que atendem moradores em situação de rua, mulheres em situação de violência, pessoas com deficiência, povos de matriz africana, carroceiros, além de famílias em situação de extrema pobreza.

A distribuição de cestas verdes é fruto de uma parceria entre o programa ES Solidário e a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), que as adquiriu por meio do programa AlimentarES, coordenado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). Os alimentos que as compõem são complementares aos donativos distribuídos por meio das cestas básicas, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, destacou que desde o início do ES Solidário, já foram entregues mais de 200 toneladas de alimentos, além de outros donativos, como mais de seis mil kits de higiene e limpeza. O programa foi criado em abril de 2020, em virtude da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

“Cada alimento e donativo que é doado ao programa ES Solidário é importante, assim como as doações em dinheiro, pois são revertidas para a compra das cestas e kits. Foi dessa forma que também foram adquiridas as cestas verdes, possibilitando também ajudar os pequenos produtores capixabas. Agradecemos a contribuição da sociedade civil e das empresas, em parceria com o Governo do Estado, para que as pessoas que mais precisam consigam continuar enfrentando esse momento tão difícil com mais dignidade”, disse a secretária Nara Borgo.

 

ES Solidário em números

O programa ES Solidário atende às demandas, por meio de solicitações feitas por municípios, coletivos, associações e igrejas com ações sociais, que direcionam as doações de donativos às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Os repasses são feitos em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar (CBMES), responsável pela logística de entrega.

Desde o início do programa, foram arrecadadas e distribuídas mais de 20 mil cestas básicas e verdes; mais de 6,1 mil kits de higiene e limpeza; 463 pacotes de fraldas geriátricas; 295 frascos de álcool 70%; 23.430 máscaras de proteção, além de 6.305 itens avulsos. No total, até o momento, famílias de 49 cidades capixabas foram atendidas pelo ES Solidário.

 

Como doar

As cestas básicas, kits de higiene pessoal e de limpeza podem ser entregues em uma das 17 bases operacionais do Corpo de Bombeiros Militar, em todo o Estado ou nas unidades da Defesa Civil nos municípios.

O programa ainda tem uma parceria com o PicPay. Para fazer sua contribuição, basta baixar o aplicativo, procurar o @essolidario e fazer sua doação na quantia que desejar.

É possível também fazer doações em dinheiro, por meio de Documento Único de Arrecadação (DUA) ou depósito em conta bancária do Governo do Estado, além da doação de serviços comuns, bens móveis ou imóveis, licenças de softwares e o comodato em favor de órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, enquanto perdurar o Estado de Emergência em Saúde Pública.

Saiba mais informações sobre como doar em: https://coronavirus.es.gov.br/ESsolidario.

 

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e os benefícios à saúde.

 

Leia mais

Leia também