ES: polícia prende mais um suspeito de aplicar golpe do falso motoboy

A Polícia Civil do Espírito Santo prendeu mais um homem suspeito de integrar uma organização criminosa especializada no golpe do falso motoboy, no qual criminosos se passam por funcionários da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil para recolher os cartões de crédito e de débito das vítimas e realizar transações.

A prisão do homem de 37 anos ocorreu nesta quarta-feira (15) em Jardim Limoeiro, na Serra.

De acordo com a titular da Divisão Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), delegada Rhaiana Bremenkamp, dois idosos foram vítimas dele. Juntos, eles tiveram um prejuízo de aproximadamente R$ 21 mil.

“Neste golpe, o criminoso se passa por funcionário de instituição bancária, muitas vezes informando os dados verdadeiros dos clientes para passar credibilidade e afirma que o cartão da vítima foi clonado ou há compras suspeitas, sendo necessário o cancelamento do cartão. Para efetuar o cancelamento, orienta a vítima a digitar alguns dados, senha, cortar o cartão ao meio, dizendo que um motoboy irá buscar o cartão. Com os dados em mãos, a senha e o chip, realiza diversas compras, saques e transferências” explicou Rhaiana.

Este é o quinto homem preso por envolvimento nesse tipo de golpe. No dia 30 de junho, outros quatro indivíduos já haviam sido presos suspeitos de aplicar o golpe em quatro pessoas, sendo que o prejuízo nestes casos ultrapassou os R$ 57 mil.

Com o suspeito preso, a polícia encontrou dinheiro e máquinas de cartões de crédito

“As investigações continuam para identificar os demais envolvidos no crime. No celular desse suspeito encontramos mensagens que ele trocava com os comparsas, o que indica que este é um grupo organizado e que existe uma espécie de central do crime”, afirmou a delegada.

O detido foi autuado em flagrante pelos crimes de estelionato contra idoso e associação criminosa e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.


Leia mais

Leia também