ES: polícia diz que morte de ativista político foi crime de pistolagem

Um dia após a morte do ativista político e ex-candidato a vereador Jonas Soprani, que foi assassinado a tiros na noite da última quarta-feira (23) em um bar da cidade de Linhares, no Norte do Espírito Santo, as investigações da Polícia Civil já apontam que o crime possa ter sido encomendado.

O inquérito do caso está sendo conduzido pelo delegado Tiago Cavalcante, da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares. Segundo ele, há indícios de crime de pistolagem.

“Pela dinâmica, como o crime se apresentou, é um crime de mando, de pistolagem. O indivíduo estava no local do bar, não havia tido discussão com ninguém. Chegaram dois indivíduos com moto e de máscaras e efetuaram mais de 10 disparos”, detalhou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, neste momento nenhuma linha de investigação é descartada. Por isso, a polícia trabalha com a possibilidade de que o crime possa ter sido motivado pelas atividades políticas exercidas por Jonas na cidade.

Jonas Soprani foi candidato a vereador de Linhares nas eleições de 2020 pelo PSB, mas não se elegeu. Conhecido como ativista político na cidade, ele costumava postar vídeos em suas redes sociais, nos quais dizia fiscalizar as ações da Prefeitura e da Câmara da cidade. Ele foi também o autor de denúncias entregues à Câmara e costumava fazer duras críticas aos poderes da cidade.

O assassinato de Jonas Soprani aconteceu no início da noite de quarta-feira (23). A vítima estava em um bar no bairro Novo Horizonte, em Linhares, quando foi atingida pelos disparos. Há informações também de que uma outra vítima teria sido baleada no pé.

As vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levadas para o Hospital Geral de Linhares. No entanto, Jonas não resistiu aos ferimentos.

Até o momento, nenhum suspeito do crime foi preso. Jonas foi enterrado nesta quinta-feira (25) no distrito de Farias, em Linhares.

Jonas Soprani, de 48 anos, foi assassinado a tiros em Linhares, ES

Jonas Soprani, de 48 anos, foi assassinado a tiros em Linhares, ES