ES pode chegar a mil mortes por Covid-19 em junho, diz secretário de Saúde

Um dia depois do Espírito Santo superar 500 mortos por Covid-19, o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, disse que o estado pode chegar a mil mortos pelo novo coronavírus no mês de junho.

A declaração foi feita durante entrevista ao Bom Dia ES desta quinta-feira (28).

Na última atualização do Painel Covid-19, divulgada nessa quarta (27), o Espírito Santo registrou 511 mortes e 11.484 casos confirmados.

Segundo o secretário, a Covid-19 tem uma taxa de letalidade que varia de 6% a 7% dos casos diagnosticados. No Espírito Santo, essa taxa chega a 4,5%.

“O Covid mata e mata muito. Para reduzir a quantidade total de mortes, tem que diminuir o total de casos. Não basta expandir os leitos de hospitais e a quantidade de respiradores.

Os respiradores são instrumentos importantes para salvar vidas, mas não salvam todas as vidas, porque dois terços das pessoas que precisam de ventilação mecânica evoluem a óbito”, destacou Fernandes.

Nésio ainda enfatizou que não há tratamento específico para a doença e que casos graves de coronavírus evoluem para quadros críticos de forma rápida.

“Nós podemos chegar ao mês de junho com mil óbitos. Isso vai acontecer pelo comportamento da doença. A doença tem uma letalidade muito alta. Em pessoas com mais de 90 anos, essa letalidade chega a 40%”, informou o secretário.

Para evitar que o Espírito Santo chegue ao final de junho com mil mortos pela doença, Nésio diz que é necessária uma sensibilização da sociedade para que a cadeia de transmissão do vírus seja quebrada.

“Se não distanciarmos as pessoas e não diminuirmos a quantidade de infectados, vai continuar morrendo muitas pessoas. A gente quer que essas pessoas não morram e que vidas não sejam perdidas. Para isso, temos que quebrar o ciclo da doença e ter menos casos. Essa é a nossa estratégia central de combate a pandemia”, alertou.

Como medida sanitária às mortes de Covid-19 no Espírito Santo, o secretário disse que existe a orientação para que hospitais onde são tratados pacientes com coronavírus tenham câmaras para a refrigeração dos pacientes que evoluírem para óbito.

“O cadáver do paciente que evoluiu para óbito por Covid-19 exige passar por refrigeração para evitar a contaminação. Para não acontecer como em outros estados que estavam empilhando corpos, orientamos os hospitais a terem câmaras de refrigeração e fazer o manejo adequado desses corpos”, informou.

Fonte: g1

Leia mais

Mais de R$ 60 bilhões serão transferidos a estados e municípios por causa da pandemia

Presidente Bolsonaro conversou, por videoconferência, com governadores sobre o repasse a estados e municípios O Governo Federal repassará a...

Do PRTB de Mourão ao PSB de Casagrande, 10 partidos apoiam Enivaldo

Quase 30 anos depois de deixar a Prefeitura de Barra de São Francisco para alçar voo numa carreira política em nível estadual – passando...

Águia Branca, Ecoporanga e Mantenópolis recebem recursos de incentivo à agricultura familiar

O Governo do Estado está promovendo mais uma ação de incentivo à agricultura familiar capixaba. Serão repassados R$ 4 milhões para aquisição de 991...

Leia também

Equipe do SESI Goiás é premiada em torneio nacional de robótica focado no combate à Covid-19

Alunos da Escola SESI Planalto, em Goiânia, foram premiados no Torneio SESI de Robótica – Desafio Covid-19. O torneio nacional contou com quase dois...

Com sistema sanitizante para estabelecimentos comerciais, equipe do SESI Barra Bonita é premiada em torneio nacional de robótica

A pandemia de Covid-19 trouxe junto a ela a necessidade de higienização de mercadorias, já que o coronavírus pode sobreviver por vários dias na...

BA: Projeto de esterilização de livros por ozônio é premiado em torneio nacional de robótica com foco no combate à pandemia

Com o objetivo de reduzir o impacto causado pela Covid-19 no empréstimo de livros, a equipe Robolife, do SESI Candeias, na Bahia, desenvolveu uma...

Sancionada lei que aumenta punição para maus-tratos de animais

A prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e...